Cotidiano

Encontrou um morador dormindo na rua neste frio? Saiba como ajudar

Neste fim de semana, Campo Grande enfrenta o maior frio do ano, com previsão de mínima de 5°C no sábado (6) e 3°C no domingo (7). Se já é difícil para quem tem um abrigo, a situação fica ainda mais complicada para quem não tem onde passar as noites geladas do inverno. Para ajudar os […]

Mylena Rocha Publicado em 05/07/2019, às 07h45 - Atualizado às 13h06

FotoIlustrativa: Minamar Júnior/Arquivo Midiamax
FotoIlustrativa: Minamar Júnior/Arquivo Midiamax - FotoIlustrativa: Minamar Júnior/Arquivo Midiamax

Neste fim de semana, Campo Grande enfrenta o maior frio do ano, com previsão de mínima de 5°C no sábado (6) e 3°C no domingo (7). Se já é difícil para quem tem um abrigo, a situação fica ainda mais complicada para quem não tem onde passar as noites geladas do inverno. Para ajudar os moradores de rua, uma alternativa é procurar o SEAS (Serviço Especializado em Abordagem Social).

O serviço consiste na busca e abordagem social nas ruas, oferecendo o Centro Pop durante o dia e o Cetremi (Centro de Triagem do Migrante) durante a noite. No Cetremi, o morador será acolhido, onde pode passar a noite, ter alimentação e higiene pessoal.

O SEAS funciona 24 horas por dia, sendo que até as 23 horas, a equipe encontra-se nas ruas da cidade realizando a abordagem social para acolher os indivíduos que aceitam o convite para pernoitar no Cetremi.

Muitos moradores de rua são usuários de álcool e outras drogas e podem negar atendimento porque sabem que sendo encaminhados ao Centro Pop, irão ficar sem os entorpecentes. Para mais informações ou denúncia, ligue para a Equipe de Abordagem Social nos telefones 67  98471-8149 e 67 98404-7529.

Jornal Midiamax