Cotidiano

Ventos de 70 km/h destelham casas e derrubam árvores em Três Lagoas

As tempestades da primavera seguem deixando o estado sul-mato-grossense em apuros. No início da tarde desta segunda-feira (21), a cidade de Três Lagoas, distante a 338 quilômetros de Campo Grande sofreu com a chuva e os fortes ventos de mais 70 km/h que chegaram como havia previsto a meteorologia. Em apenas 30 minutos, como informa […]

Vinícius Costa Publicado em 21/10/2019, às 17h00 - Atualizado em 19/07/2020, às 12h37

Casa de idosa ficou destelhada com força do vento. (Foto: Perfil News)
Casa de idosa ficou destelhada com força do vento. (Foto: Perfil News) - Casa de idosa ficou destelhada com força do vento. (Foto: Perfil News)

As tempestades da primavera seguem deixando o estado sul-mato-grossense em apuros. No início da tarde desta segunda-feira (21), a cidade de Três Lagoas, distante a 338 quilômetros de Campo Grande sofreu com a chuva e os fortes ventos de mais 70 km/h que chegaram como havia previsto a meteorologia.

Em apenas 30 minutos, como informa o site Perfil News, foi registrado um índice de 19 mm de chuva e nesse tempo, acompanhada de fortes ventos, a tempestade deixou casas destelhadas e árvores foram arrancadas.

Ventos de 70 km/h destelham casas e derrubam árvores em Três Lagoas
Árvores foram arrancadas com tempestade que teve ventos de 30 km/h. (Foto: Divulgação, Corpo de Bombeiros)

Um eletricista acabou se queimando devido aos raios que caíram na cidade. Um destes raios recaiu sobre o para-raios de um edifício e proporcionou a queda de uma descarga elétrica em um comércio de ferragens no centro de Três Lagoas. O eletricista, no momento da descarga, estava próximo aos ferros.

Conforme o Corpo de Bombeiros, as ocorrências mais registradas são das quedas de árvores. De acordo com as informações, os bairros mais afetados são Vila Nova, Vila Pilote, Jupiá e Ipacaraí e Nossa Senhora Aparecida, onde uma idosa teve sua casa destelhada.

Alerta de tempestade

O Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia) emitiu alerta de tempestade para 68 municípios de Mato Grosso do Sul, válido até à 1h da madrugada desta terça-feira (22). O alerta começou a valer por volta das 10h30 desta segunda, e de acordo com o instituto, há risco de queda de árvores, alagamentos, corte de energia elétrica e estragos em plantações. Os ventos podem chegar aos 60km/h e pode chover 50 mm/dia.

Primavera chuvosa

De acordo com o Cemtec (Centro de Monitoramento do Tempo e do Clima de Mato Grosso do Sul), a primavera é a época em que mais existe condições adversas de tempo que podem causar danos nas cidades.

Apesar dos estragos causados pelos temporais, segundo informações do Centro os acumulados ainda seguem abaixo da média. Ate o final do mês, as chuvas ainda ficam em forma de pancadas localizadas e com baixos acumulados.

(Matéria editada às 18h07 para atualização de informação)

Jornal Midiamax