Cotidiano

Alagados, moradores pedem manutenção em rua mais alta que casas

O nível elevado da rua tem causado problemas para uma moradora no Coophavila II, em Campo Grande. Por causa dos dias chuvosos, a água da chuva invade a residência porque é o caminho que encontra para escoar na Rua Naim Dibo. Conforme a moradora explicou em relato nas redes sociais, a rua da casa onde […]

Mariane Chianezi Publicado em 21/10/2019, às 17h05 - Atualizado em 22/10/2019, às 08h32

Rua desnivelada deixa até poças d'água | Foto: Mariane Chianezi, Midiamax
Rua desnivelada deixa até poças d'água | Foto: Mariane Chianezi, Midiamax - Rua desnivelada deixa até poças d'água | Foto: Mariane Chianezi, Midiamax

O nível elevado da rua tem causado problemas para uma moradora no Coophavila II, em Campo Grande. Por causa dos dias chuvosos, a água da chuva invade a residência porque é o caminho que encontra para escoar na Rua Naim Dibo.

Alagados, moradores pedem manutenção em rua mais alta que casas
Foto: Mariane Chianezi, Midiamax

Conforme a moradora explicou em relato nas redes sociais, a rua da casa onde mora é mais alta que a calçada e, mesmo com diversos pedidos para a manutenção protocolados na Sisep (Secretaria Municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos), ainda não foi possível reparar o nível da via.

O Jornal Midiamax foi até o endereço e se deparou com uma rua completamente alagada. Em frente ao portão da casa da internauta haviam várias poças d’água. Marli Tomás, de 63 anos, disse mora no bairro há 27 anos e desde então a rua nunca teve interferência. “Antes até vinham aqui colocar cascalho, mas quando chove, o problema volta. Cansei de ver a menina [vizinha] desesperada ao chegar do trabalho e ver a casa inundada por causa da rua”, disse.

Nas redes sociais, a moradora afirma que teria perdido móveis após ficarem submersos e chegou a fazer uma barreira na porta de casa para impedir que a água entre. “Toda vez que chove alaga a minha casa, perdi alguns móveis já por conta disso, fiz uma barragem na porta para não entrar mais água, mas quando a chuva é muito forte alaga pelo fundo, pois a rua está mais alta que a calçada”, disse em publicação.

A reportagem entrou em contato com a assessoria de imprensa da Prefeitura Municipal para verificar qual a previsão de manutenção na rua e aguarda resposta.

Jornal Midiamax