Cotidiano

Após coletores ‘ajudarem’ na pressão, Prefeitura faz repasses para Solurb

Depois da Solurb sinalizar paralisação na coleta em Campo Grande por falta de repasses públicos, a Prefeitura Municipal informou que a questão já foi resolvida ainda nesta segunda-feira (3). A empresa afirmou que prefeitura estaria devendo R$ 24 milhões, mas valores não foram confirmados pela gestão municipal. A assessoria de imprensa da Prefeitura Municipal disse […]

Mariane Chianezi Publicado em 03/06/2019, às 18h11 - Atualizado em 04/06/2019, às 12h37

(Foto: Divulgação/Solurb)
(Foto: Divulgação/Solurb) - (Foto: Divulgação/Solurb)

Depois da Solurb sinalizar paralisação na coleta em Campo Grande por falta de repasses públicos, a Prefeitura Municipal informou que a questão já foi resolvida ainda nesta segunda-feira (3). A empresa afirmou que prefeitura estaria devendo R$ 24 milhões, mas valores não foram confirmados pela gestão municipal.

A assessoria de imprensa da Prefeitura Municipal disse que a Secretaria Municipal de Finanças resolveu “a questão do repasse para a Solurb”.

Na manhã desta segunda-feira, o vice-presidente do Steac (Sindicato dos Trabalhadores nas Empresas de Asseio e Conservação), Ton Jean Ramalho, relatou que os funcionários estão sem pagamento do ticket e, sem salários, poderiam parar totalmente os trabalhos na cidade.

A Solurb informou por meio de assessoria que, dos 15 milhões em atraso, a prefeitura pagou R$ 1,5 milhão. E com esse dinheiro, empresa iria priorizar o pagamento do ticket refeição dos funcionários, no valor de R$ 1,1 milhão.

A reportagem entrou em contato com o secretário da Sefin (Secretaria Municipal de Finanças e Planejamento), Pedro Pedrossian Neto, mas ligações não foram atendidas.

Jornal Midiamax