Cotidiano

Após demora, comissão amplia número de mesas apuradoras de votos para Conselho Tutelar

O resultado da apuração da eleição para o Conselho Tutelar de Campo Grande está prevista para esta quarta-feira (9). A presidente da comissão eleitoral das eleições para conselheiros tutelares de Campo Grande, Alessandra Hartmann, afirmou que até o momento, 36 urnas de um total de 60 foram apuradas. Há possibilidade que todos os votos sejam […]

Mylena Rocha Publicado em 08/10/2019, às 12h50 - Atualizado às 14h30

Foto: Henrique Arakaki/Midiamax
Foto: Henrique Arakaki/Midiamax - Foto: Henrique Arakaki/Midiamax

O resultado da apuração da eleição para o Conselho Tutelar de Campo Grande está prevista para esta quarta-feira (9). A presidente da comissão eleitoral das eleições para conselheiros tutelares de Campo Grande, Alessandra Hartmann, afirmou que até o momento, 36 urnas de um total de 60 foram apuradas.

Há possibilidade que todos os votos sejam computados ainda nesta terça-feira (8). Segundo Hartmann, a comissão eleitoral disponibilizou 26 mil cédulas para o processo eleitoral. Entretanto, a comissão ainda não sabe informar quantas pessoas compareceram às urnas. A estimativa do CMDCA (Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente), é que o número supere os 30 mil.

O processo foi marcado por tumultos, decorrentes de longas filas, longo tempo de espera, falta de cédulas de papel e, principalmente, pela mudança do sistema de votos. O sistema utilizaria urnas eletrônicas, mas devido aos recursos de candidatos, inicialmente impugnados, foi preciso recorrer a urnas de lona e cédulas de papel.

O processo de apuração iniciado na manhã de segunda (7), contava com cinco mesas de apuração. Para agilizar, comissão eleitoral elevou número para nove. Hartmann ainda apontou que as denúncias referentes ao processo eleitoral serão verificadas depois da apuração dos votos, que é prioridade. O vereador Delegado Wellington (PSDB) formalizou à SAS (Secretaria Municipal de Assistência Social) pedido de anulação do certame, mas decisão de suspender cabe apenas ao Poder Judiciário.

A apuração acontece no Fórum Eleitoral de Campo Grande. Conforme o edital, não se pode usar equipamentos eletrônicos. Está prevista uma coletiva nesta quarta-feira (9) para o anúncio dos 25 conselheiros tutelares escolhidos durante pleito eleitoral.

Jornal Midiamax