Cotidiano

Após amanhecer com lixo, é a vez de guard rail aparecer destruído na ‘nova 14’

Após a ‘nova 14 de Julho’ amanhecer tomada por lixo, como aconteceu na semana passada, agora a principal rua do comércio central de Campo Grande se deparou com estragos. Um dos guard rails colocados em frente aos bancos instalados na calçada da via foi completamente destruído, junto a uma placa e a própria estrutura do […]

Nyelder Rodrigues Publicado em 22/12/2019, às 18h09 - Atualizado em 23/12/2019, às 09h23

Ferro ficou todo retorcido em guard rail da 14 de Julho (Henrique Arakaki)
Ferro ficou todo retorcido em guard rail da 14 de Julho (Henrique Arakaki) - Ferro ficou todo retorcido em guard rail da 14 de Julho (Henrique Arakaki)

Após a ‘nova 14 de Julho’ amanhecer tomada por lixo, como aconteceu na semana passada, agora a principal rua do comércio central de Campo Grande se deparou com estragos. Um dos guard rails colocados em frente aos bancos instalados na calçada da via foi completamente destruído, junto a uma placa e a própria estrutura do banco.

No local é possível constatar que, aparentemente, o estrago foi causado por um acidente de trânsito. Não há marcas de frenagem no asfalto, mas a estrutura de proteção ficou toda retorcida e um dos bancos de concreto foi arrancado do chão.

Marcas possivelmente de pneus ficaram no banco e uma placa foi arrancada, além de uma barra de alumínio na região do quebra-molas. Outra barra ficou torta. A situação aconteceu no trecho da via entre a Antonio Maria Coelho e a Mato Grosso.

A reportagem foi até ali e tentou encontrar nesta tarde alguém na região que soubesse o momento em que a estrutura foi atingida, ou mesmo pudesse tivesse imagens de câmera de segurança flagrante o ocorrido. Porém, os estabelecimentos dali estavam fechados.

Aproveitando o domingo para ver como ficou a nova 14, o casal José e Angela Avancini visitaram a rua e lamentaram que em tão pouco tenha já tenha havido estragos. “Viemos para visitar e conhecer já nos deparamos com esse estrago. É um problema. Não dá para entender”, comenta Angela ao lado do marido.

Jornal Midiamax