Cotidiano

Campo Grande terá 6 novos Ceinfs em 2019; 6,6 mil vagas para educação infantil e posse de diretores

No ano letivo de 2019, a Reme (Rede Municipal de Educação) de Campo Grande começa com 6,6 mil vagas na educação infantil e a inauguração de seis Ceinfs (Centros de Educação Infantil). Os bairros Jardim Inápolis, Zé Pereira, Anache, Popular e Radialista receberão os novos Centros. A Prefeitura de Campo Grande ainda afirma que está […]

Mylena Rocha Publicado em 03/01/2019, às 09h32 - Atualizado em 04/01/2019, às 07h37

Foto: Marcos Ermínio
Foto: Marcos Ermínio - Foto: Marcos Ermínio

No ano letivo de 2019, a Reme (Rede Municipal de Educação) de Campo Grande começa com 6,6 mil vagas na educação infantil e a inauguração de seis Ceinfs (Centros de Educação Infantil). Os bairros Jardim Inápolis, Zé Pereira, Anache, Popular e Radialista receberão os novos Centros.

A Prefeitura de Campo Grande ainda afirma que está prevista a inauguração dos Ceinfs Nascente do Segredo e Vespasiano Martins. Outro local que deve ter as reivindicações atendidas é da comunidade do distrito de Anhanduí, que terá a abertura de um Ceinf no prédio da subprefeitura do distrito. Foi feito um levantamento e 57 crianças já foram cadastradas.

Além disso, os alunos do Ceinf Marcos Roberto começarão o ano em novas instalações. O novo prédio locado passa por alterações para atender os 75 alunos do berçário a Pré-Escola e a previsão é de ampliar o número de vagas na unidade.

Segundo a secretária municipal de Educação, Elza Fernandes, o empenho na ampliação de vagas é prioridade na Reme. “Essa é uma preocupação da gestão atual, por isso desde o ano passado estamos trabalhamos para entregar as obras que contam com mais de 50% de execução”, ressaltou. A Prefeitura anuncia que também há a previsão de ampliar o trabalho nas ETIs (Escolas de Tempo Integral). A ideia é que até 2020 a Reme tenha sete ou oito novas escolas de tempo integral.

Quanto a área pedagógica, será implantado o Educajá, programa que é uma das metas do plano de governo do prefeito Marquinhos Trad e que busca melhoria do índice de Desenvolvimento da Educação Básica. Os trabalhos já começaram com o diagnóstico de leitura dos alunos nas 94 escolas da Reme.

Posse de diretores

Outra novidade para 2019 é que o ano começa com a posse de diretores e diretores-adjuntos de 21 escolas. Outra reivindicação antiga da categoria será a mudança de nomenclatura dos Ceinfs, que passarão a ser denominados Escolas Municipais de Educação Infantil. A mudança visa ressaltar o caráter pedagógico dessas unidades e também é uma exigência para que ocorram as eleições diretas para diretores e diretores-adjuntos.

Calendário do ano letivo

O ano letivo começou já nesta quarta-feira (2), com atendimento, matrícula e organização das turmas até o dia 31 de janeiro. De acordo com o calendário escolar da Reme, a apresentação dos professores acontece no dia 1º de fevereiro, com jornada pedagógica prevista para os dias 4, 5 e 6 de fevereiro.

Ainda segundo o documento, as aulas em 2019 começam no dia 7 de fevereiro e terminam no dia 12 de dezembro. Os dias letivos serão distribuídos em 4 bimestres.

Jornal Midiamax