Cotidiano

Bancos abrem uma hora mais tarde e universidades públicas fecham em Greve Geral

A greve geral acontece nesta sexta-feira (14) também em Dourados, distante 225 quilômetros de Campo Grande. Em forma de protesto, os bancos vão abrir as portas uma hora mais tarde e as universidades públicas da cidade não terão aulas. As agências bancárias de Dourados vão abrir às 11h, normalmente é às 10h. As escolas das […]

Renata Volpe Publicado em 14/06/2019, às 08h58 - Atualizado às 09h38

Agências bancárias vão abrir uma hora mais tarde em Dourados. (Foto: Vinicios Araújo/ Dourados News)
Agências bancárias vão abrir uma hora mais tarde em Dourados. (Foto: Vinicios Araújo/ Dourados News) - Agências bancárias vão abrir uma hora mais tarde em Dourados. (Foto: Vinicios Araújo/ Dourados News)

A greve geral acontece nesta sexta-feira (14) também em Dourados, distante 225 quilômetros de Campo Grande. Em forma de protesto, os bancos vão abrir as portas uma hora mais tarde e as universidades públicas da cidade não terão aulas.

As agências bancárias de Dourados vão abrir às 11h, normalmente é às 10h. As escolas das redes estadual e municipal de ensino não tiveram grande adesão na manhã de hoje, segundo o Dourados News.

Pela manhã, está agendado ato de panfletagem na Praça Antônio João, região central da cidade. O protesto, marcado para às 8h, ainda não teve início e a movimentação ainda é pequena no local.

Por volta das 14, está marcada concentração em frente a agência central do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social), com os manifestantes saindo em passeata logo depois.

Denominado ‘Greve Geral’, o movimento tem como principais alvos a Reforma da Previdência e os cortes na educação.

Jornal Midiamax