Cotidiano

Aeroportos que fazem conexão com Campo Grande mudam regras para bagagens de mão

Mais um aeroporto que faz conexão com voos que partem de Campo Grande terá, a partir desta segunda-feira (13), novas regras para bagagem de mão de passageiros. Agora, passageiros que embarcarem em Congonhas (São Paulo) só poderão carregar bagagens de mão com no máximo 55 cm de altura, 35 cm de largura e 25 cm […]

Guilherme Cavalcante Publicado em 13/05/2019, às 13h25 - Atualizado às 18h49

O passageiro que estiver com bagagem de mão fora das especificações terá obrigatoriamente que despachá-la
(Foto: Marcelo Camargo | Agência Brasil)
O passageiro que estiver com bagagem de mão fora das especificações terá obrigatoriamente que despachá-la (Foto: Marcelo Camargo | Agência Brasil) - O passageiro que estiver com bagagem de mão fora das especificações terá obrigatoriamente que despachá-la (Foto: Marcelo Camargo | Agência Brasil)

Mais um aeroporto que faz conexão com voos que partem de Campo Grande terá, a partir desta segunda-feira (13), novas regras para bagagem de mão de passageiros. Agora, passageiros que embarcarem em Congonhas (São Paulo) só poderão carregar bagagens de mão com no máximo 55 cm de altura, 35 cm de largura e 25 cm de profundidade.

Apesar dos passageiros de voos de conexão – como os que partem da Capital – não passarem, normalmente, por fiscalização da bagagem de mão, há possibilidade de exigência de submeter bagagens em gabaritos, mesmo nas salas de embarque, conforme a Anac.

Os gabaritos, no caso, são caixas de referência nas quais as bagagens regulares devem ser colocadas: as malas que couberem nelas podem ser levadas nas cabines. Já aquelas que não couberem devem ser despachadas.

A questão é que há custos para o despache: uma mala de até 23 kg custa R$ 60 para ser despachada, se o serviço for comprado com antecedência. Durante o embarque, o valor pode subir para até R$ 120 nas principais companhias em operação.

Com Congonhas na lista, agora são três aeroportos que fazem conexão com Campo Grande a adotarem a restrição dimensional de bagagens na cabine. Antes disso, desde o último dia 25 de abril, os aeroportos de Brasília e de Campinas já estavam com a restrição, conforme a resolução 400 da Anac (Agência Nacional de Aviação Civil).

De acordo com a Anac, no próximo dia 23 de maio, o aeroporto de Guarulhos, em São Paulo, deverá integrar a lista. Ao todo, porém, são 15 aeroportos em todo o pais com a restrição de bagagens.

Como calcular

Além de ficar atento em relação ao peso das bagagens de mão, que podem pesar no máximo 10 kg, as bagagens precisam ter, no máximo, 55 cm de altura, 35 cm de largura e 25 cm de profundidade.

Há algumas formas mais fáceis, no entanto, de fazer a medição. Alguns aplicativos de celular utilizam a realidade aumentada e as câmeras do celular para dar essa “forcinha”. Confira alguns abaixo:

LATAM
Kayak
KLM

Jornal Midiamax