Cotidiano

Abra portas e janelas: Fumacê percorre oito bairros nesta terça-feira

O serviço de borrifação UBV (Ultra Baixo Volume), mais conhecido como fumacê, intensifica o combate ao mosquito do Aedes Aegypti em oito bairros de Campo Grande nesta terça-feira (2). O mosquito é transmissor da zika, chikungunya e da dengue, que tem mais de 15 mil notificações registradas só este ano na Capital. Confira os bairros […]

Mylena Rocha Publicado em 02/04/2019, às 11h12

Moradores devem abrir portas e janelas quando constatarem o carro do fumacê (Foto: Divulgação | PMCG)
Moradores devem abrir portas e janelas quando constatarem o carro do fumacê (Foto: Divulgação | PMCG) - Moradores devem abrir portas e janelas quando constatarem o carro do fumacê (Foto: Divulgação | PMCG)

O serviço de borrifação UBV (Ultra Baixo Volume), mais conhecido como fumacê, intensifica o combate ao mosquito do Aedes Aegypti em oito bairros de Campo Grande nesta terça-feira (2). O mosquito é transmissor da zika, chikungunya e da dengue, que tem mais de 15 mil notificações registradas só este ano na Capital.

Confira os bairros que recebem o fumacê:

  • Autonomista
  • Bela Vista
  • Caiobá
  • Centro-Oeste
  • Lageado
  • Margarida
  • Popular
  • Vilas Boas

As viaturas da CCEV (Coordenadoria de Controle de Endemias Vetoriais) da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) de Campo Grande percorrem os bairros programados entre às 16h e 22h30 e seguem o itinerário estabelecido. Portanto, moradores das regiões devem deixar as portas e janelas abertas quando o fumacê passar, assim as gotículas do inseticida entram na casa, onde o mosquito se esconde.

De acordo com a Sesau, a aplicação do inseticida visa atingir, principalmente, as fêmeas do mosquito causador das doenças, mas é possível que outras espécies de insetos sejam atingidas e por isso a utilização deste método de aplicação deve ocorrer de forma criteriosa.

Campo Grande já soma mais de 15 mil notificações de casos suspeitos de dengue, conforme o boletim epidemiológico apresentado pela Sesau na semana passada. Os bairros Jardim Noroeste, Centro-Oeste, Chácara dos Poderes, Nova Campo Grande, Los Angeles, Moreninhas, Veraneio e Maria Aparecida Pedrossian, respectivamente, apresentam os maiores índices de notificação da doença.

Jornal Midiamax