Cotidiano

Volta do feriadão: BR-163 e BR-262 são as mais movimentadas em MS

Segundo a PRF, o fluxo foi menor do que no primeiro dia de Carnaval

Mylena Rocha Publicado em 14/02/2018, às 14h01

None

Segundo a PRF, o fluxo foi menor do que no primeiro dia de Carnaval

As rodovias federais BR-163 e BR-262 foram as mais movimentadas nas estradas de Mato Grosso do Sul neste último dia de feriado, segundo informações da PRF (Polícia Rodoviária Federal).  O assessor de comunicação da PRF, Kleryson Loureiro, afirma que o movimento nas rodovias nos últimos dias de Carnaval, terça-feira (13) e quarta-feira (14), foi inferior ao do início do feriado e o fluxo é maior no perímetro urbano, onde há maior risco de acidentes. “Geralmente as pessoas saem no mesmo dia, por isso o fluxo no início do feriado é maior. No final, é mais distribuído”, afirma.

Ainda segundo a PRF, não houve um número elevado de acidentes. Até esta terça-feira (13), foram registrados quatro acidentes com lesões graves e uma morte, que não deve entrar no balanço final da Polícia Rodoviária Federal pois a vítima faleceu no hospital, horas após o atendimento. Levantamento feito durante da Operação Carnaval pela Polícia Militar Rodoviária aponta cinco acidentes e uma vítima fatal nas rodovias estaduais. Dados sobre a Operação nas rodovias federais serão divulgados até amanhã pela PRF.

Até as 12h, os veículos superdimensionados, aqueles que precisam de autorização especial de trânsito, não podem trafegar nas rodovias federais de pista simples. A medida de segurança se refere a veículos grandes, como bitrens e caminhões cegonha.

Cuidados na estrada

Apesar do fluxo tranquilo, a PRF alerta sobre cuidados nas rodovias federais. São recomendados cuidados especiais com relação ao consumo de álcool, quem ingeriu deve aguardar no mínimo 24h e repousar antes de pegar a estrada. Na Operação Carnaval, até a terça-feira (13), 79 motoristas foram flagrados com embriaguez ao volante e 19 foram presos.

A Polícia Rodoviária também pede atenção para a velocidade, que pode tornar qualquer acidente letal. A ultrapassagem indevida é outra causa de acidentes e, para coibir a prática, a PRF tem monitoramento reforçado nas rodovias durante a Operação Carnaval.

Segundo a PRF, o consumo do álcool, a alta velocidade, as ultrapassagens indevidas e a desatenção são responsáveis por mais de 70% dos acidentes. 

Jornal Midiamax