Cotidiano

VÍDEO: Morador se revolta com ‘assassino’ de árvore em praça da Vila Palmira

Autor pode pagar multa de até R$ 5.200

Mylena Rocha Publicado em 27/03/2018, às 14h00

None

Autor pode pagar multa de até R$ 5.200

Moradores da Vila Palmira, na região oeste de Campo Grande, estão revoltados com a ação de um ‘assassino de árvores’ que danificou uma árvore frutífera na Praça Nazareth. Um vizinho inclusive gravou um vídeo denunciando o crime ambiental, que pode render ao autor multa de até R$ 5.200,00.

É proibido o corte, poda, derrubada ou a prática de qualquer ação que possa causar danos ou morte de árvore em área pública, segundo lei complementar do município.

A praça, localizada na Vila Palmira, estava com grama alta e situação causou revolta no internauta. Segundo o autor do vídeo, o morador deveria ter se preocupado em limpar ao invés de danificar o pé de Jamelão. “Está uma sujeira esta praça, cheio de mato. O desocupado teve a capacidade de descascar pé da árvore para matar um pé que vai dar fruto”, disse.

De acordo com a Prefeitura de Campo Grande, os moradores devem denunciar situação à Decat (Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes Ambientais e de Atendimento ao Turista) para que medidas cabíveis possam ser tomadas. À Semadur (Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano) compete autuar quem incorre de crime ambiental. “Os artigos 16, 19 e 21 da Lei Complementar n. 184 dispõem sobre o Plano Diretor de Arborização Urbana”, informa. Segundo a lei complementar, a depender do diâmetro do tronco da árvore, a multa pode variar de R$ 1.400 a R$ 5.200.

Serviço

Denúncias sobre crimes ambientais, de lesão a turistas e maus-tratos a animais devem ser feitas na Decat, unidade especializada, pelo telefone (67) 3368-6144, que é 24 horas. A delegacia é localizada na Avenida Duque de Caxias, dentro do Aeroporto Internacional de Campo Grande.

Jornal Midiamax