VÍDEO: Empresário oferece recompensa para encontrar jovem que quebrou vasos de R$ 7 mil

Na noite deste domingo (20), dois vasos vietnamitas foram depredados em frente a um escritório no bairro Jardim dos Estados, em Campo Grande. O empresário dono dos objetos não se conforma com a situação e procura pelo suspeito nas redes sociais com oferta de recompensa de R$ 200.
| 21/05/2018
- 14:52
VÍDEO: Empresário oferece recompensa para encontrar jovem que quebrou vasos de R$ 7 mil

Na noite deste domingo (20), dois vasos vietnamitas foram depredados em frente a um escritório na rua da Paz, bairro Jardim dos Estados, em Campo Grande. O empresário dono dos objetos não se conforma com a situação e procura pelo suspeito nas redes sociais com oferta de recompensa de R$ 200.

O empresário Cristiano Acosta, de 42 anos, afirma que colocou os vasos vietnamitas em frente ao seu escritório há cerca de 60 dias. Ainda não havia terminado de pagar os objetos, que custam R$ 7 mil reais, quando foram destruídos por um pedestre. Nas imagens da câmera de segurança, registradas às 22h30 do domingo, o homem anda tranquilamente pela calçada, quando puxa os dois vasos e os deixa quebrados no chão.

VÍDEO: Empresário oferece recompensa para encontrar jovem que quebrou vasos de R$ 7 mil
Os vasos vietnamitas foram destruídos na noite do domingo. (Foto: Whatsapp/Midiamax)

Ainda nesta manhã, antes mesmo de ir à delegacia, Cristiano postou o vídeo em grupos do WhatsApp em busca de um suspeito e até ofereceu uma recompensa de R$ 200. Os usuários da rede apontaram um homem com características parecidas.

O empresário foi até o suspeito, mas o homem negou. “Me mandaram foto dele no shopping, eu fui atrás do homem e ele falou que estava em casa, até disse onde trabalhava. Voltei para casa, liguei no trabalho dele e disseram que ninguém com tal nome trabalhava no local. Acredito que era ele mesmo, mas preferi registrar o BO”, conta.

Segundo o empresário, o Jardim dos Estados é uma região segura e não imaginava que um ato como este pudesse acontecer. “Foi um ato isolado, pode ser que ele tenha tido um acesso de raiva, mas ele tem que pagar por isso. Jamais pensei que isso pudesse ocorrer, vários lugares da cidade têm vasos e objetos caríssimos, não é normal as pessoas depredarem as coisas em Capo Grande”, afirma Cristiano. Segundo ele, o pedestre ainda destruiu um letreiro e um refletor de LED de comércios no mesmo quarteirão.

O empresário foi ao Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) Centro para registrar o Boletim de Ocorrência e entregou o caso nas mãos da polícia, mas não pretende deixar de buscar pelo suspeito.

WhatsApp: fale com o Midiamax

O leitor enviou as imagens ao WhatsApp do Jornal Midiamax, no número (67) 99207-4330. O canal de comunicação serve para os leitores falarem com os jornalistas. Flagrantes inusitados, denúncias, reclamações e sugestões podem ser enviados com total sigilo garantido pela lei.

Veja também

Vídeo que circula nas redes sociais mostra um ônibus do Consórcio Guaicurus, linha 302- Caiobá...

Últimas notícias