Cotidiano

Sensação térmica chega aos 45°C em MS e calorão vai continuar nesta semana

O calorão não tem dado trégua em Mato Grosso do Sul. Em várias cidades, os termômetros estão beirando os 40°C e sensação de calor é ainda maior. No último domingo (9), Sonora – no norte do Estado – registrou sensação térmica de 45°C. As informações da meteorologia não são muito animadoras: o tempo muito quente […]

Wendy Tonhati Publicado em 10/09/2018, às 07h07 - Atualizado em 11/09/2018, às 08h20

Tempo seco favorece as queimadas. (Foto: Henrique Kawaminami/Arquivo Midiamax)
Tempo seco favorece as queimadas. (Foto: Henrique Kawaminami/Arquivo Midiamax) - Tempo seco favorece as queimadas. (Foto: Henrique Kawaminami/Arquivo Midiamax)

O calorão não tem dado trégua em Mato Grosso do Sul. Em várias cidades, os termômetros estão beirando os 40°C e sensação de calor é ainda maior. No último domingo (9), Sonora – no norte do Estado – registrou sensação térmica de 45°C. As informações da meteorologia não são muito animadoras: o tempo muito quente e seco vai continuar pelo menos até a próxima quinta-feira no Estado.

De acordo com informações do meteorologista Natálio Abrahão Filho, da Estação Meteorológica Uniderp, as condições higrométricas do ar no Estado, não são favoráveis ao bem-estar humano e exigem cuidados e medidas para preservar a saúde pelo menos até a próxima quinta-feira (13). “As atuais condições podem se agravar ainda mais”, alerta Abrahão Filho.

Durante o domingo (9), de acordo com o levantamento do meteorologista, o dia teve grande amplitude térmica, com Bela Vista registrando a mínima do Estado 9,6°C ao amanhecer e Sonora registrando a máxima entre todas as cidades apuradas: 40,8°C. Em Campo Grande, a temperatura máxima foi de 34,8°C e a sensação térmica de 39°C. A umidade relativa do ar marcou apenas 14% na Capital.

Nesta segunda-feira, conforme informações do Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia), o dia ficará claro a parcialmente nublado com névoa seca e baixa umidade do ar, especialmente no nordeste, centro-norte e centro-leste do Estado. As temperaturas máximas são de 34°C em Campo Grande, 38°C no centro-norte, leste, 37°C no Pantanal e 36°C no sul e sudoeste.

A umidade continua próxima aos 15% no período da tarde em grande área do Estado e o Inmet publicou alerta para os perigos da baixa umidade: “Umidade relativa do ar variando entre 20% e 12%. Risco de incêndios florestais e à saúde. Ressecamento da pele, desconforto nos olhos, boca e nariz”.

Calorão no domingo

As cidades que tiveram as maiores temperaturas no domingo, além de Sonora – que liderou o ranking do calor – foram: Água Clara (38°C); Coxim (38,8°C); Três Lagoas (37,4°C); Porto Murtinho (37,3°C); Costa Rica (36,4°C); Brasilândia (36,8°C). A sensação térmica ficou acima dos 40°C em Água Clara (42°C), Bataguassu (40°C), Brasilândia (41°C), Camapuã (41°C), Cassilândia (40°C), Costa Rica (40°C), Coxim (42°C), Paranaíba (40°C), Porto Murtinho (41°C), Ribas do Rio Pardo (40°C) e Três Lagoas (41°C).

Três Lagoas, Sonora, Serviria, Santa Rita do Pardo, Rio Brilhante, Ribas do Rio Pardo, Porto Murtinho, Pedro Gomes, Paranaíba, Maracaju, Juti, Jardim, Itaquirai, Iguatemi, Fatima do Sul, Dourados, Coxim, Costa Rica, Cassilândia, Camapuã, Brasilândia, Bonito, Bela Vista, Bandeirantes, Aquidauana, Amambai e Agua Clara tiveram amplitude térmica média acima de 19 graus.

“Alertamos que amplitudes térmicas acima de 19 graus caracteriza situação de prejuízo a saúde publica em pessoas (crianças e idosos) com histórico de doenças pulmonares e cardíacas”, explica o meteorologista.

Jornal Midiamax