Cotidiano

Rio Taquari sobe e pode atingir cota de emergência, alerta Imasul

Leito atingiu 4,92 metros nesta manhã

Tatiana Marin Publicado em 09/01/2018, às 17h13

None

Leito atingiu 4,92 metros nesta manhã

O nível do Rio Taquari, que passa por Coxim, município 253 quilômetros distante de Campo Grande, subiu e pode causar enchentes e desabrigar famílias nas próximas 24 horas. Choveu 36,2 milímetros nas últimas 24 horas na região, fazendo com que o leito atingisse 492 cm às 11h30 da manhã desta terça-feira (09).

Os dados são da Sala de Situação do Imasul (Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul), vinculado à Semagro (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar), que emitiu alerta para a Defesa Civil estadual e municipal.

Os acumulados de chuva, aliados aos números desta manhã, indicam para a tendência de alta do rio, que pode atingir a cota de emergência (500 cm) nas próximas horas. Na altura em que está o Rio já iniciou o processo de invasão as águas nas instalações lindeiras ao seu curso.

Rio Taquari sobe e pode atingir cota de emergência, alerta Imasul

A Sala de Situação do Imasul monitora os leitos dos principais rios do Estado em 12 pontos e informa a Defesa Civil sempre que o nível supera o limite considerado de alerta ou emergência. Além da Sala de Situação, a Semagro dispõe de outro importante instrumento para orientar o poder público e a população em geral sobre mudanças bruscas no clima e tempo: o CEMTEC (Centro de Monitoramento de Tempo, do Clima e dos Recursos Hídricos de Mato Grosso do Sul).

Jornal Midiamax