Cotidiano

Refis: Contribuintes deixam para última hora e Central do IPTU fica lotada no último dia

Wendy Tonhati e Mylena Rocha A Central do IPTU, na Prefeitura de Campo Grande, está lotada na manhã desta quarta-feira (31), último dia para negociar dívidas no PPI (Plano de Pagamento Incentivado), também chamado de Refis. De acordo com os servidores que fazem a coordenação do atendimento, são 70 guichês para atendimento, sendo 20 do […]

Wendy Tonhati Publicado em 31/10/2018, às 11h01 - Atualizado às 18h26

None

Wendy Tonhati e Mylena Rocha

A Central do IPTU, na Prefeitura de Campo Grande, está lotada na manhã desta quarta-feira (31), último dia para negociar dívidas no PPI (Plano de Pagamento Incentivado), também chamado de Refis.

De acordo com os servidores que fazem a coordenação do atendimento, são 70 guichês para atendimento, sendo 20 do lado, onde foi instalada uma tenda para o atendimento preferencial. Dentro da central, todos os lugares foram ocupados e há contribuintes esperando em pé.

O Jornal Midiamax conversou com os contribuintes, e entre o atendimento preferencial, o tempo médio de espera é de 1h30. Para o atendimento comum, a espera chega a 2 horas. Apesar de calorão desta quarta-feira, quem foi negociar as dívidas tem um freezer com água à disposição e o ar condicionado da Central do IPTU está dando conta de aliviar o calor.

Entre os contribuintes que foram negociar as dívidas com a Prefeitura, muitos possuem aos de IPTU atrasados. A comerciante Patrícia Gabilan 35 anos, foi negociar três anos de IPTU atrasado. “Acho que vai demorar e já estou preparada para esperar. Pelo valor, acho que vai ter que ser parcelado”, diz.

A beneficiária do INSS (Instituto Nacional de Seguridade Social), Elvira Gomes, de 66 anos, foi tentar quitar o IPTU de 12 anos. “Se der no meu alcance, quero pagar tudo hoje, não vejo a hora de me livrar dessa dívida. Mas, se for muito além do que eu posso, vou ter que parcelar”, comenta.

Refis

Os moradores de Campo Grande têm quarta-feira (31) para renegociar dívidas com a Prefeitura. A renegociação tem desconto de até 85% nos juros e correção monetária no pagamento à vista.

Conforme a Prefeitura da Capital, também há opões para pagamento parcelado ou reparcelamento em até 12 parcelas. Neste caso, serão concedidos os seguintes benefícios fiscais: desconto de 25% dos juros de mora, incidentes sobre o valor do crédito tributário e multa, para pagamento até 31 outubro de 2018.

O contribuinte pode regularizar débitos decorrentes de créditos tributários e não tributários constituídos ou não, inclusive os inscritos em Dívida Ativa, ajuizados ou não, com a exigibilidade suspensa ou não, em razão de fatos geradores ocorridos até 31 de dezembro de 2017.

Serviço

A Central de Atendimento funciona na Rua Arthur Jorge, 500 e o horário de atendimento é das 8 às 16 horas, inclusive no horário de almoço.

Jornal Midiamax