Cotidiano

Polícia Militar Ambiental aplica R$ 29,5 mil em multas durante operação do feriado

A PMA (Polícia Militar Ambiental) teve o resultado de 5 autuações, uma prisão e R$ 29,5 mil em multas durante a Operação Corpus Christi em Mato Grosso do Sul. Ao todo, 280 homens atuaram na fiscalização, que iniciou no dia 30 e foi concluída às 8 horas desta segunda-feira (4).

Mylena Rocha Publicado em 04/06/2018, às 11h33 - Atualizado às 11h34

Foto: PMA
Foto: PMA - Foto: PMA

A PMA (Polícia Militar Ambiental) teve o resultado de 5 autuações, uma prisão e R$ 29,5 mil em multas durante a Operação Corpus Christi em Mato Grosso do Sul. Ao todo, 280 homens atuaram na fiscalização, que iniciou no dia 30 e foi concluída às 8 horas desta segunda-feira (4).

A operação teve como objetivo colocar o efetivo nos rios, em barreiras nas estradas, fiscalização nas propriedades rurais e em locais de belezas naturais para prevenir e combater infrações e crimes que possam degradar os recursos naturais. Segundo a PMA, 25 subunidades intensificaram a fiscalização e até o efetivo administrativo foi a campo. “Foi uma operação tranquila, com menos da metade dos autuados na operação do ano passado”, afirma.

No balanço dos cinco dias de operação, cinco foram autuados por infrações ambientais. Das cinco autuações três foram por pesca ilegal por falta de licença, uma autuação por desmatamento e uma por transporte ilegal de combustível.

Foram apreendidos 15 kg de pescado e 22 kg pescado durante a operação, além de três barcos e três motores de popa. A PMA verificou pouca quantidade de pescadores nos rios do Estado e atribui ao clima frio ocorrido no feriado prolongado. Os valores em multas foram superiores à operação anterior. Foram R$ 29,5 mil neste feriado contra R$ 15 mil em multas na operação passada.

A única prisão não corresponde a crime de natureza ambiental, uma pessoa foi presa por tentativa de homicídio.

(Com informações da PMA)

Jornal Midiamax