Cotidiano

Operação Corpus Christi autuou quase 2 mil motoristas nas rodovias federais de MS

A PRF (Polícia Rodoviária Federal) autuou 1.979 motoristas durante o feriadão de Corpus Christi. A operação começou na quinta-feira (31) e seguiu até o domingo (3). Nos quatro dias de fiscalização, foram registrados 14 acidentes, 8 acidentes com feridos, 14 pessoas feridas e nenhuma morte.

Mylena Rocha Publicado em 04/06/2018, às 12h48 - Atualizado em 05/06/2018, às 19h29

Operação fez fiscalizações nos quatro dias de feriado. (Foto: PRF)
Operação fez fiscalizações nos quatro dias de feriado. (Foto: PRF) - Operação fez fiscalizações nos quatro dias de feriado. (Foto: PRF)

A PRF (Polícia Rodoviária Federal) autuou 1.979 motoristas durante o feriadão de Corpus Christi. A operação começou na quinta-feira (31) e seguiu até o domingo (3). Nos quatro dias de fiscalização, foram registrados 14 acidentes, 8 acidentes com feridos, 14 pessoas feridas e nenhuma morte.

De acordo com a PRF, as fiscalizações foram realizadas em todas as rodovias federais do Estado, com mais de 3.670 quilômetros, divididos em 10 Delegacias da PRF e 22 Unidades Operacionais. A Polícia Rodoviária fiscalização 2.293 veículos, com 1.979 autos de infrações.

Durante os quatro dias de feriado, foram observadas 83 infrações de ultrapassagem, sendo que 81 aconteceram em faixa contínua. O cinto de segurança também foi um problema e representou 61% das autuações. “Passageiros sem cinto representaram 40 autuações e motoristas sem o cinto 16 autuações. Crianças sem a cadeirinha ou assento de elevação resultaram em nove autuações”, informa a PRF.

Os radares flagraram 1.318 motoristas que abusaram da velocidade. A PRF realizou 1.217 testes com o “bafômetro” nas rodovias federais, 12 motoristas foram flagrados e cinco foram presos.

Menos acidentes e infrações

A PRF informa que no ano passado a Operação registrou 26 acidentes, sendo 3 deles graves, 20 pessoas feridas e nenhum óbito. Em 2017 foram realizados 2.096 testes de etilômetro, 37 pessoas foram flagradas dirigindo embriagadas e destas 17 foram presas.

Não usar cinto de segurança resultou em 94 autuações. Já as ultrapassagens foram responsáveis por 232 autuações.

(Com informações da PRF)

Jornal Midiamax