Cotidiano

Municípios de MS farão novo dia D para intensificar vacinação contra Polio e Sarampo

Neste sábado (1), os municípios de Mato Grosso do Sul farão um segundo dia D da Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite e o Sarampo. Como apenas 705 do público-alvo aderiu à vacinação, o novo dia D tem como objetivo atingir a meta recomendada pelo Ministério da Saúde, que é a cobertura vacinal de 95% das 158 mil crianças de até cinco anos de MS.

Mylena Rocha Publicado em 29/08/2018, às 09h00 - Atualizado às 09h24

Foto: Tomaz Silva/Arquivo Agência Brasil
Foto: Tomaz Silva/Arquivo Agência Brasil - Foto: Tomaz Silva/Arquivo Agência Brasil

Neste sábado (1), os municípios de Mato Grosso do Sul farão um segundo dia D da Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite e o Sarampo. Como apenas 70% do público-alvo aderiu à vacinação, o novo dia D tem como objetivo atingir a meta recomendada pelo Ministério da Saúde, que é a cobertura vacinal de 95% das crianças de até cinco anos de MS.

Em Mato Grosso do Sul, foram vacinadas 109 mil crianças, 70% do total de 158.083. A meta é vacinar pelo menos 150 mil, de forma homogênea, para evitar a manutenção ou formação de bolsões de não vacinados. A Campanha de Vacinação começou no dia 6 de agosto e tinha previsão para acabar nesta sexta-feira (31).

O esquema vacinal do Calendário Nacional de Vacinação é composto por três doses da VIP (Vacina Inativada Poliomielite), administradas aos dois, quatro e seis meses de idade. Já a VOP0 (vacina oral poliomielite), a gotinha, é administrada a crianças dos 15 meses e aos quatro anos de idade.

A SES (Secretaria de Estado de Saúde) distribuiu 257.700 doses da vacina contra a Poliomielite e 206.010 doses da vacina Tríplice Viral. Também foram disponibilizados seringas e agulhas para a vacina tríplice viral num percentual de 100% da população de cada município.

O objetivo da campanha é manter elevada a cobertura vacinal contra a paralisia infantil nos municípios e evitar a reintrodução do vírus da Poliomielite. Em Mato Grosso do Sul, no ano passado, a cobertura foi de 88%.

(Com informações da SES)

Jornal Midiamax