Cotidiano

Marquinhos assina contrato para pavimentar ruas do Jardim Tijuca

O prefeito de Campo Grande, Marquinhos Trad (PSD), assinou na manhã desta terça-feira (9) contrato com a Caixa Econômica Federal para financiamento da obra de pavimentação asfáltica e drenagem de águas pluviais no Bairro Tijuca (etapa B). A obra é orçada em R$ 919.569,78, dos quais cerca de R$ 117 mil são de contrapartida municipal. […]

Guilherme Cavalcante Publicado em 09/10/2018, às 12h10

None
Expectativa é que pavimentação e drenagem fique pronta no final de 2019 (Foto: Marcos Ermínio | Midiamax)

O prefeito de Campo Grande, Marquinhos Trad (PSD), assinou na manhã desta terça-feira (9) contrato com a Caixa Econômica Federal para financiamento da obra de pavimentação asfáltica e drenagem de águas pluviais no Bairro Tijuca (etapa B). A obra é orçada em R$ 919.569,78, dos quais cerca de R$ 117 mil são de contrapartida municipal.

O projeto que será submetido à análise soma 2 km de asfalto e sistema de drenagem e sinalização horizontal e vertical, que contemplam as ruas Visconde de Suassuna, Tabira, Alfredo Lisboa, Diogo Álvares e Dona Lisa, que não têm pavimentação asfáltica.

A maior parte dos recursos, liberada pelo Ministério das Cidades, foi destinado por meio de emenda parlamentar do deputado Luis Henrique Mandetta (DEM), em 2016. “O projeto para utilizar essa emenda não foi apresentado na época e nós, após muita articulação política em Brasília, conseguimos recuperá-la”, destaca Marquinhos Trad.

De acordo com o titular da Sisep (Secretaria Municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos), Rudi Fiorese, a Caixa terá 8 meses para analisar o projeto e liberar os recursos, que permitirão a abertura do processo licitatório.

“Após 90 dias, estimados, de certame, a execução da obra deverá ocorrer em cerca de cinco meses. Com isso, a expectativa é que o asfalto na região seja entregue no final de 2019”, afirma Fiorese.

Mais obras

Na última sexta-feira (5), o prefeito de Campo Grande também assinou contrato com a Caixa a fim de recuperar o Teatro Octavio Guizzo, no Paço Municipal, que está fechado há 33 anos. O valor da obra é orçado em cerca de 680 mil, também de emendas de Mandetta.

“Assim como a obra no Tijuca, esse teatro será revitalizado e poderá reabrir as portas depois de 33 anos fechado. Também queremos encerrar 2019 com a entrega dessa obra, que é um pedido antigo dos artistas da cidade”, conclui o prefeito.

Marquinhos assina contrato para pavimentar ruas do Jardim Tijuca
Fechado há 33 anos, Teatro Municipal Octavio Guizzo também será reformado (Foto: Marcos Ermínio | Midiamax)
Jornal Midiamax