Cotidiano

Estoque de sangue fica crítico com estiagem que aumenta doenças e espanta doadores

Hemosul faz apelo por mais doações

Nathalia Pelzl Publicado em 18/07/2018, às 16h49 - Atualizado às 19h18

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução - Foto: Reprodução

O Hemosul informou nesta quarta-feira (18) que precisa de doação de sangue dos tipos O+ e O-. O órgão, que está com os estoques dessas tipagens em situação crítica, diz que a estiagem aumentou doenças e diminuiu a procura de doadores.

Segundo assessoria de imprensa, a falta de chuvas no Estado influencia diretamente na doação nesse período do ano. Nesta quarta, já são 35 dias de secura e uma das consequências é o aumento do número de pessoas doentes.

Para doar é preciso ter um documento oficial com foto, como carteira de identidade. Caso menor de idade, o doador precisa estar acompanhado dos pais ou um responsável legal, e, ter mais de 55 quilos.

O doador precisa estar bem alimentado, homens podem doar até quatro vezes ao ano, respeitando o intervalo de dois meses. Para as mulheres o intervalo é de três meses.

Os interessados em doar podem procurar o local, que fica na avenida Fernando Correa da Costa, 1304, das 7h às 17h de segunda a sexta e no sábado das 7h ao 12h.

Jornal Midiamax