Cotidiano

Gasolina atinge o maior preço desde julho do ano passado

O mês de maio começa com uma má notícia para os motoristas de todo o Brasil: o preço da gasolina aumentou mais uma vez. O preço do combustível praticado pela Petrobras nas refinarias atingiu o maior patamar desde julho de 2017, quando a companhia passou a praticar reajustes diários nas cotações, e teve alta acumulada […]

Mylena Rocha Publicado em 01/05/2018, às 18h27 - Atualizado às 18h35

(Foto: Cleber Gellio/Arquivo Midiamax)
(Foto: Cleber Gellio/Arquivo Midiamax) - (Foto: Cleber Gellio/Arquivo Midiamax)

O mês de maio começa com uma má notícia para os motoristas de todo o Brasil: o preço da gasolina aumentou mais uma vez. O preço do combustível praticado pela Petrobras nas refinarias atingiu o maior patamar desde julho de 2017, quando a companhia passou a praticar reajustes diários nas cotações, e teve alta acumulada de 30%.

O valor da gasolina na refinaria teve o aumento de 1,31%, já vale para esta terça-feira (1), e corresponde ao valor de R$ 1,8072 por litro. Em paralelo, a Petrobras reduziu a cotação do diesel nas refinarias em 1,1%, para R$ 2,0877 por litro. De acordo com a estatal, o repasse dos reajustes da Petrobras aos postos de combustíveis depende de outros participantes da cadeia, como distribuidores e revendedores, além da aplicação de impostos.

Em Mato Grosso do Sul, a média do preço da gasolina foi de R$ 4,13 por litro na última semana. Na Capital, a média do combustível foi de R$ 4,03 por litro, de acordo com a ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis). No último levantamento feito pelo Jornal Midiamax, o menor preço oferecido na Capital foi de R$ 3,79 por litro e o posto de combustíveis atraía fila de motoristas.

(Com informações da Reuters)

Jornal Midiamax