Cotidiano

Execução de vereadora no Rio domina manchetes dos principais jornais do País

Confira os destaques desta sexta-feira

Richelieu Pereira Publicado em 16/03/2018, às 10h26

None

Confira os destaques desta sexta-feira

O GLOBO

Marielle presente

Nas ruas e nas redes sociais, revolta contra o assassinato da vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes mobilizou o Brasil. A hashtag #MariellePresente dominou o Twitter, com 600 mil menções. Cerca de 50 mil pessoas no Rio e 30 mil em São Paulo participaram de protestos contra as mortes. A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, veio à cidade e defendeu que a apuração do crime não fique apenas na esfera estadual.

FOLHA DE S.PAULO

Morte de vereadora mobiliza protestos e pressiona governo

O assassinato a tiros da vereadora Marielle Franco (PSOL) e de seu motorista e a repercussão nacional e internacional do crime reforçaram a pressão sobre os interventores federais no Rio, deixando encurralados os militares do Exército responsáveis pela segurança do estado.

O ESTADO DE S.PAULO

Polícia acredita em execução de vereadora; atos reúnem multidões

A Polícia Civil do Rio trabalha com a hipótese de execução para a morte da vereadora Marielle Franco (PSOL), ocorrida na noite de quarta, na região central do Rio. Nesta quinta-feira, 15, uma multidão foi às ruas no Rio e em capitais como São Paulo, Belo Horizonte, Salvador e Recife para cobrar justiça, e houve forte mobilização nas redes sociais

ZERO HORA (RS)

Símbolo do Rio sem lei

Execução da vereadora Marielle Franco (PSOL) com quatro tiros em emboscada no Rio provoca reações nas ruas do país e nos gabinetes em Brasília. Enquanto manifestantes lembram bandeiras da ativista negra, autoridades prometem apuração profunda sobre as motivações do crime.

CORREIO BRAZILIENSE

A dupla morte de um país

Quem quer que tenha arquitetado o crime que levou ao assassinato da parlamentar Marielle Franco (PSOL), 38 anos, e do motorista Anderson Gomes, 39, também acertou em cheio outro alvo: a intervenção federal na segurança pública do Rio de Janeiro.

Jornal Midiamax