Cotidiano

Defesa Civil estuda declarar situação de emergência em Aquidauana

O órgão estima que o rio tenha atingido 11 metros de altura

Mylena Rocha Publicado em 21/02/2018, às 11h50

None

O órgão estima que o rio tenha atingido 11 metros de altura

O município de Aquidauana, a 143 km de Campo Grande, está prestes a declarar situação de emergência após as chuvas dos últimos dias, segundo a Cedec (Coordenadoria Estadual de Defesa Civil). O rio Aquidauana subiu tanto que a Defesa Civil do município não tem medidas do nível do rio.

Segundo o coordenador da Defesa Civil de Aquidauana, Mario Ravaglia, os níveis do principal rio da cidade são apenas estimativas. “O rio já passou dos 10 metros e nossa régua já não mede mais, não tem como ver. A estimativa é que esteja entre os 11 e 12m de altura”, afirma. O secretário da assistência social, Marco Chaves, alega que o nível do rio subiu ainda mais durante esta madrugada (21). Até a meia noite, haviam 78 pessoas alojadas nos três abrigos criados pela Prefeitura.

A passagem de carros entre Aquidauana e Anastácio também foi interrompida. As pontes que interligam os municípios estão interditadas. Pedestres conseguem atravessar por uma passarela criada pelo Exército, segundo o coordenador da Defesa Civil. “Uma ponte nova foi montada apenas para pedestres. Aquidauana está praticamente ilhada, ninguém está saindo”, afirma.

Até a manhã da terça-feira (20), o volume de chuvas em Aquidauana foi de 153 mm. O nível do rio elevou rapidamente e estava prestes a atingir a cota de Emergência.

Jornal Midiamax