Cotidiano

Clínica tem sistema invadido por hackers e criminosos pedem ‘resgate’ em Bitcoins

Após o sistema de dados do Coren-MS ser invadida por hackers, criminosos virtuais invadiram o sistema de uma clínica de Campo Grande também na manhã desta segunda-feira (3), por volta das 8h. Desta vez os suspeitos pediram recompensa para liberar novamente o sistema, cerca de 300 dólares em Bitcoins. Conforme o boletim de ocorrência, registrado […]

Mariane Chianezi Publicado em 04/09/2018, às 15h37 - Atualizado às 16h20

None

Após o sistema de dados do Coren-MS ser invadida por hackers, criminosos virtuais invadiram o sistema de uma clínica de Campo Grande também na manhã desta segunda-feira (3), por volta das 8h. Desta vez os suspeitos pediram recompensa para liberar novamente o sistema, cerca de 300 dólares em Bitcoins.

Conforme o boletim de ocorrência, registrado pelo gerente administrativo, funcionários notaram a queda na rede depois de verificarem que os sistemas de backup e folha de pagamentos estavam fora do ar.

Em seguida, teria aparecido uma mensagem nos computadores informando que os arquivos haviam sido criptografados e estava sendo exigido a quantidade de dinheiro para que a empresa voltasse a ter acesso às informações.

O caso foi registrado na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) no Centro.

Coren-MS tem sistema invadido

O sistema de dados do Coren-MS (Conselho Regional de Enfermagem de Mato Grosso do Sul) foi invadido por hackers na manhã desta segunda-feira (3). A invasão foi percebida pelo técnico de informática da entidade que notou a presença de um ‘cavalo de troia’ no sistema.

Temendo que as informações e dados dos profissionais sejam prejudicados, um advogado do Coren foi até a delegacia registrar um boletim de ocorrência. De acordo com o documento policial, foi constatado que dados armazenados no sistema podem ser corrompidos e utilizados de maneira criminosa.

Ao Jornal Midiamax, a assessoria de imprensa do Coren informou que uma empresa especializada em ataques cibernéticos foi contratada para solucionar o problema e remover o vírus, chamado ‘ransomware’, do sistema. Um boletim de ocorrência foi registrado.

Jornal Midiamax