Cotidiano

Chuva forte causou pontos de enchentes em pelo menos sete cidades de MS

As fortes pancadas de chuva fizeram pelo menos sete cidades de Mato Grosso do Sul registrarem pontos de enchentes e inundações, na última segunda-feira (8). Em alguns municípios, ventos fortes também assustaram a população, com rajadas passando dos 50 km/h. De acordo com o meteorologista Natálio Abrahão Filho, da Estação Meteorológica Uniderp, em Água Clara, […]

Wendy Tonhati Publicado em 09/10/2018, às 08h50 - Atualizado às 09h38

None

As fortes pancadas de chuva fizeram pelo menos sete cidades de Mato Grosso do Sul registrarem pontos de enchentes e inundações, na última segunda-feira (8). Em alguns municípios, ventos fortes também assustaram a população, com rajadas passando dos 50 km/h.

De acordo com o meteorologista Natálio Abrahão Filho, da Estação Meteorológica Uniderp, em Água Clara, o acumulado foi de 43 milímetros em duas horas de chuva e trovoadas. Em Angélica, choveu 25 milímetros em apenas duas horas. O acumulado do dia foi de 76 milímetros – metade do esperado no mês.

Em Bataguassu, também foram registradas chuvas expressivas com inundações. O total acumulado durante o dia foi de 79 milímetros, sendo esperado 116,2 milímetros no mês. Os ventos também foram fortes no município, atingindo 56,2 km/h. Brasilândia, choveu 54,4 milímetros durante o dia, sendo que o esperado para o mês é de 170,3 milímetros.

Caarapó foi uma das cidades mais atingidas pela chuva, com enchentes e inundações. Durante a manhã e à tarde de segunda-feira, foram 137,4 milímetros de chuva, sendo que o esperado para todo o mês era de 134,2 milímetros. As rajadas de vento chegaram a 48,6 km/h.

Em Fátima do Sul, foram registradas pancadas de chuva durante a madrugada, com ventos de 50,5 km/h. O total acumulado foi de 65,4 milímetros. Também foram registradas, segundo o meteorologista, enchentes em Itaquiraí, Ivinhema e Três Lagoas. Na última cidade, a chuva foi forte, com ventos de 51,16 km/h.

Jornal Midiamax