Cotidiano

Após sofrer AVC, mulher faz rifa e pede ajuda para realizar exame cerebral

A vida de Elisabete da Silva, de 52 anos, mudou para sempre após sofrer um AVC (Acidente Vascular Cerebral) no dia 9 de fevereiro deste ano. O derrame pegou de surpresa a dona-de-casa que precisou ser encaminhada às pressas para a Santa Casa, em Campo Grande. Na época, Bete ficou internada 10 dias e realizou […]

Bruna Vasconcelos Publicado em 02/11/2018, às 14h33 - Atualizado às 14h38

None

A vida de Elisabete da Silva, de 52 anos, mudou para sempre após sofrer um AVC (Acidente Vascular Cerebral) no dia 9 de fevereiro deste ano. O derrame pegou de surpresa a dona-de-casa que precisou ser encaminhada às pressas para a Santa Casa, em Campo Grande.

Na época, Bete ficou internada 10 dias e realizou todos os exames necessários gratuitamente para diagnosticar as consequências do Acidente. O imprevisto veio no início de Outubro quando, durante uma consulta com o neurologista, foi informada que deveria realizar um procedimento radiográfico dos vasos sanguíneos do cérebro.

O exame, arteriografia cerebral de 4 vasos, permite visualizar a parte interna das artérias cerebrais (carótidas, vertebrais e seus ramos) e custa R$ 2.100 no Pronto Med, na Santa Casa, e não é realizado pelo SUS (Sistema Único de Saúde).

A moradora do bairro Tiradentes alega que não tem dinheiro para custear o procedimento já que o sustento da casa vem da ajuda de custo dos três filhos, André, Alex e Josué.

A solução encontrada pela paciente foi fazer uma vaquinha e montar uma cesta com chocolates para rifar. O objetivo é levantar o montante e diagnosticar possíveis doenças como aneurisma ou arteriosclerose.

Após sofrer AVC, mulher faz rifa e pede ajuda para realizar exame cerebral

“Tenho pressão alta, muito nervosismo e não consigo nem dormir direito preocupada com o que vai acontecer amanhã”, finaliza.

Quem quiser comprar a rifa da cesta de chocolates, no valor de R$ 5 cada número, ou ajudar de qualquer outra forma pode entrar em contato com a Bete pelo telefone: 9 9260-4240.

Jornal Midiamax