Cotidiano

Ainda esperando recurso, Santa Casa quer abrir Unidade do Trauma no fim do mês

Repasse do Ministério da Saúde é aguardado pelo hospital

Wendy Tonhati Publicado em 07/05/2018, às 12h47

Unidade está sendo equipada
Unidade está sendo equipada - Unidade está sendo equipada

A ABCG (Associação Beneficente de Campo Grade), mantenedora da Santa Casa da Capital, mantém a expectativa de colocar a Unidade do Trauma – inaugurada no dia 25 de março com a presença de diversas autoridades e do então ministro da Saúde, Ricardo Barros- em funcionamento até o fim deste mês.

De acordo com o presidente a ABCG, Esacheu Nascimento, o repasse de R$ 6 milhões, firmado com o Ministério da Saúde ainda é aguardado e ele terá uma reunião em Brasília, ainda nesta semana, para tratar da liberação. “Estamos mantendo essa expectativa, de que virada no mês, estaremos acolhendo pacientes na Unidade do Trauma”, afirmou Nascimento.

Ainda esperando recurso, Santa Casa quer abrir Unidade do Trauma no fim do mês
Presidente do hospital, Esacheu Nascimento

Na última sexta-feira (4), a Santa Casa recebeu a vista da Secretaria de atenção à saúde do Ministério da Saúde, Cleusa Rodrigues da Silveira, que segundo Nascimento, “está ajudando no encaminhamento da contratualização com Ministério da Saúde”.

“A contratualização deve ser com o Município de Campo Grande, mas, a maior parte do financiamento é do Ministério da Saúde. Na quarta-feira (9) vamos continuar a negociação com urgência para que até o final deste mês tenha um novo contrato”, explica o presidente do hospital.

O Hospital do Trauma, que vai atender a demanda de ortopedia que chega à Santa Casa de Campo Grande, foi entregue no fim de março. A primeira data prevista era 31 de janeiro, mas por complicações na obra, a inauguração foi adiada.

O repasse garantido pelo então ministro da Saúde e que vai ser novamente negociado para sair do papel definitivamente em audiência com o atual titular da pasta, Gilberto Occhi é de aproximadamente R$ 6 milhões, que vem “de uma só vez” para que a unidade entre em funcionando, é necessária a contratualização, ou seja, repasses mensais para que o hospital funcione. Os valores para o funcionamento serão em parte advindos de convênio com a Prefeitura e com o governo do Estado.

Conforme Nascimento, todos os quartos já estão com os leitos. Agora, estão feitos os últimos ajustes na estrutura e nas instalações da Unidade do Trauma como a instalação de equipamentos e testes na rede de energia.

O Jornal Midiamax procurou o Ministério da Saúde e aguarda mais informações sobre a oficialização do repasse.

Hospital do Trauma

Ainda esperando recurso, Santa Casa quer abrir Unidade do Trauma no fim do mês
Unidade está sendo equipada

A Unidade do Trauma, que também é chamado de Hospital do Trauma, foi lançada na década de 1990, o projeto da obra já passou por várias alterações. A princípio a unidade iria abrigar uma maternidade. Depois, virou uma extensão da Santa Casa. Em 2005 houve alteração para um hospital especializado em trauma.

São 100 leitos de enfermaria, 18 de observação e 10 de UTI (Unidade de Terapia Intensiva), além de cinco salas de cirurgias e três salas de isolamento. A expectativa é que a nova unidade de urgência e emergência realize aproximadamente 10 mil internações, nove mil cirurgias e 10 mil consultas por ano, além de ampliar os serviços de diagnóstico clínico e de imagens.

Jornal Midiamax