Cotidiano

Trabalhador de MS some e sobrevive por um mês comendo frutos em mata

Foi encontrado por capatazes de fazenda

Tatiana Marin Publicado em 09/06/2017, às 18h27

None

Foi encontrado por capatazes de fazenda

Edson Antonio Sanabria, de 29 anos, foi encontrado em uma mata após ter ficado 26 dias perdido entre as fazendas São João e Barracão, situadas nas proximidades de Bonito, município 300 quilômetros distante de Campo Grande. Três dias antes de desaparecer ele havia começado a trabalhar na fazenda São João quando desapareceu no dia 11 de maio .

Edson, que é da etnia terena, conta que viveu momentos difíceis e não sabe explicar como se perdeu. “Saí na mata e não sei como aconteceu. Me afastei um pouco de onde estava e não sabia mais voltar. Fui encontrado 26 dias depois por três campeiros da fazenda Barracão. Eu tomava qualquer água tirada do barro, comia casca e broto de coco, abóbora, bocaiúva. Foi triste. Tem muito bicho no mato. Encontrei anta, porco do mato. Tive medo. Estava só com uma bermuda, sem camisa e descalço. Passei frio, tomei chuva no meio da mata”, relata.

Ele foi encontrado pelo capataz da fazenda Barracão, vizinha da fazenda São João, Ramiro da Cruz Pires, de 49 anos, que já estava sabendo do sumiço. “Me comunicaram quando ele sumiu da fazenda São João. A gente tá sempre indo pro campo e passando na estrada. Eu não podia parar o serviço para procurar, mas falei que se aparecesse eu ia avisar”, relembra Ramiro.

Trabalhador de MS some e sobrevive por um mês comendo frutos em mata

Segundo o capataz que encontrou Edson, a distância entre as duas fazendas é de aproximadamente 8 quilômetros. Ainda de acordo com Ramiro, quando o encontraram, aparentava estar exausto, mas lúcido. “Ele estava com a mente boa, porque ele me deu o telefone da mãe dele e soube dizer que ficou 26 dias na mata”, explica.

Como Edson não conseguia andar, Ramiro o deixou no local com outro capataz que o acompanhava e voltou para a fazenda. “Voltei pra pegar o trator coloquei um colchão no carroção do trator e trouxe ele pra cá e avisei a fazenda de onde ele sumiu”.

A mãe de Edson, Betilha Antônio Balbino, de 51 anos, quando soube do sumiço do filho passou a procurá-lo, porém sem sucesso. “Ele foi encontrado essa semana e foi levado para o hospital municipal de Bonito. Ficou um dia lá. Me ligaram e eu e o cacique fomos buscá-lo e ele foi levado para o hospital Regional de Miranda, onde ficou mais dois dias. Meu filho já está em casa. Recebeu alta médica ontem”, diz.

Segundo Betilha, Edson, que mora com a mãe, é separado, cuida dos filhos de 8 e 5 anos e trabalha para sustentar as crianças. “Está se recuperando, as pernas estão bem inchadas. Ele não pode voltar a trabalhar até se recuperar. Não temos mistura, a situação está difícil”, lamenta. “Fiquei muito alegre de poder voltar, ver meus filhos, minha família. Vamos ver o que vai acontecer”, finaliza Edson.

A reportagem tentou contato com a fazenda onde Edson trabalhava, mas não obteve resposta.

Jornal Midiamax