Cotidiano

Terror na lua-de-mel, estupros e a volta de André: comece o dia bem informado

Partidos também ganham reforços rumo a 2018

Midiamax Publicado em 03/10/2017, às 08h00

None

Partidos também ganham reforços rumo a 2018

A semana começou repleta de notícias trágicas, mas também de oportunidades e novidades. Teve campo-grandense presenciando o ataque que matou 58 e deixou mais de 500 feridos em Las Vegas; a confirmação do nome do ex-governador André Puccinelli como principal opção do PMDB para 2018; e para quem quer começar o mês empregado ou ganhando mais tem 236 vagas em concursos e processos seletivos.

Terror

A médica campo-grandense Natássia Vaz, 29, e o marido presenciaram o maior ataque a tiros da história dos Estados Unidos, no domingo (1º). Eles passavam a lua-de-mel em Las Vegas, Nevada. “Os tiros foram disparados de um hotel quase ao lado do nosso. Foi cena de filme, horrível. Gritaram, escutamos tiros, as pessoas falando em bomba”, disse.

Estupros

Duas notícias de estupro por professores indignaram a população. Uma menina de 10 anos foi estuprada pelo professor de artes marciais. E o dono de uma companhia de dança de Campo Grande, que também é professor, foi acusado do mesmo crime. É a segunda vez que ele é denunciado por estupro.

Plano A

A executiva estadual do PMDB manteve como prioridade o lançamento da pré-candidatura do ex-governador André Puccinelli para a sucessão de Reinaldo Azambuja (PSDB). O assunto foi discutido na segunda-feira (2).

Reforços

Pode colocar na agenda. Dois partidos em Mato Grosso do Sul vão ganhar nesta semana reforços rumo a 2018. Com a presença do presidente nacional e ex-ministro Carlos Lupi, o PDT filia o ex-presidente do PT-MS Antonio Carlos Biffi na sexta-feira (6). No dia seguinte, o presidente nacional da CUT, Vagner Freitas, presencia cerca de 100 novas filiações ao Partido dos Trabalhadores.

Concurso público

Outubro começou com 236 vagas em concursos e processos seletivos em Mato Grosso do Sul oferecendo salários de até R$ 6,2 mil.

Contrato milionário

Em uma contratação suspeita, o MPE-MS (Ministério Público Estadual) vai desembolsar R$ 4,8 milhões para alugar um prédio no bairro Miguel Couto por 60 meses. O custo mensal será de R$ 80 mil. O extrato foi publicado no Diário Oficial. A contratação foi feita pelo MPE-MS com dispensa de licitação e publicada antes do término da obra.

Jornal Midiamax