Cotidiano

Representante da Uber diz que 46% dos motoristas da Capital são ‘freelas’

Gerente disse que dirigem menos de 10 horas por semana

Clayton Neves Publicado em 10/04/2017, às 20h14

None
_mg_5658_interna.jpg

Gerente disse que dirigem menos de 10 horas por semana

Durante encontro com a comissão de vereadores que acompanha o processo de regulamentação do serviço da Uber, em Campo Grande, Mariana Polidorio, gerente de políticas públicas da empresa disse aos parlamentares que somente 46% dos motoristas cadastrados na plataforma dirigem menos de dez horas por semana, o que configura menos de 2 horas de trabalho diário.

“Nem todos estão 100% ativos como é o caso do táxi, muitos trabalham apenas para complementar a renda, justamente por isso, limitar o Uber é retirar a chance dessas pessoas ganhar um dinheiro extra”, informou aos vereadores,

Embora tenha dito que nem todos os motoristas cadastrados estão trabalhando, a porta-voz não soube informar qual o número de trabalhadores campo-grandenses estão integrados a Uber. Questionada sobre a quantidade de motoristas, Mariana apresentou apenas o último levantamento nacional, divulgado em dezembro de 2016, que informou que no Brasil, 50 mil motoristas fazem parte da plataforma.

Diante da falta da informação, os vereadores Ademir Santana (PDT), Valdir Gomes (PP), Odilon Júnior (PDT), que integram a comissão de vereadores que acompanham a regulamentação do serviço, cobraram transparência na competitividade. “É preciso saber se a coisa está equilibrada em relação ao táxi”, disse Valdir.

Para os vereadores, Mariana Polidorio descartou que a Uber seja concorrente dos taxistas. “Atuamos no mercado privado, não fazemos concorrência com o táxi, muito menos queremos acabar com o táxi”, disse aos vereadores.

Para justificar a fala, a porta-voz da empresa apresentou ainda um levantamento feita pala empresa, que aponta que 80% dos passageiros que utilizam o serviço do Uber tem carro. “As duas maiores razões pelas quais as pessoas usam o uber, é para não ter estacionar, ou para evitar beber e dirigir”, explicou aos parlamentares.

Após esclarecimentos básicos sobre a empresa, o encontro entre a gerente e os vereadores seguiu a portas fechadas. Depois da conversa, Mariana Polidoro segue para a Prefeitura, onde se reúne com o prefeito Marquinhos Trad (PSD). A gerente está na Capital para esclarecer dúvidas e participar do processo de regulamentação do serviço. 

Participaram da reunião os vereadores Vinícius Siqueira (DEM), Ademir Santana (PDT), Valdir Gomes (PP), Odilon Júnior (PDT),  Enfermeira Cida Amaral (PTN) e Júnior Longo (PSDB).

Jornal Midiamax