Cotidiano

Previsto para 2018, Hospital do Trauma fará Santa Casa ‘custar’ R$ 8 mi mensais

Novo secretário de Saúde, Coimbra visitou hospital nesta sexta

Aliny Mary Dias Publicado em 15/12/2017, às 18h47

None

Novo secretário de Saúde, Coimbra visitou hospital nesta sexta

Novo secretário de Saúde de Mato Grosso do Sul, Carlos Coimbra, visitou o Hospital do Trauma, anexo à Santa Casa, nesta sexta-feira (15). A expectativa da administração do hospital é que assim que a nova unidade for inaugurada, em janeiro, o custeio mensal de todo o complexo seja entre R$ 8 a R$ 10 milhões.

Coimbra e Esacheu Nascimento, diretor-presidente do hospital, percorreram a construção que está na fase final por cerca de 40 minutos. Também participou da visita o titular da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde Pública), Marcelo Vilela.

Atualmente, as obras estão na fase de instalação elétrica, em seguida, o acabamento será a missão dos operários. A enfermaria é o setor do novo prédio que está praticamente pronto. Esacheu acredita que a inauguração da unidade erguida há mais de duas décadas ocorra no fim do mês de janeiro.

No início do ano passado, quando Esacheu assumiu a presidência da Santa Casa, as obras do Hospital do Trauma estavam 50% prontas. Até então, já haviam sido gastos R$ 20 milhões na retomada do projeto. De lá para cá, mais R$ 12 milhões foram gastos. A expectativa, portanto, é que a obra tenha custo total de R$ 32 milhões.

Assim que a nova estrutura for inaugurada, o custeio mensal do complexo da Santa Casa deve ficar entre R$ 8 e R$ 10 milhões. Os novos gastos obrigarão que o hospital, Estado e prefeitura da Capital firmem nova contratualização. A compra dos equipamentos que serão instalados na unidade já foi feita e custou R$ 7 milhões

Previsto para 2018, Hospital do Trauma fará Santa Casa 'custar' R$ 8 mi mensais

Na próxima semana, o novo titular da SES e Esacheu viajam para Brasília em busca de recursos com o Ministério da Saúde. 

Jornal Midiamax