Cotidiano

Presidente da OAB-MS faz abertura de Seminário sobre drogas e segurança pública

Em um estado que serve de rota para o tráfico

Diego Alves Publicado em 05/07/2017, às 02h30

None

Em um estado que serve de rota para o tráfico

“O uso de drogas é uma questão que precisa ser enfrentada. O combate ao tráfico de drogas não é fácil e cada vez mais compromete a segurança pública”. Destacando a importância do evento em um estado que serve de rota para o tráfico internacional de drogas, o Presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional Mato Grosso do Sul (OAB/MS), Mansour Elias Karmouche começou o Seminário “Drogas: Um desafio para a segurança pública” nesta terça-feira (04).Presidente da OAB-MS faz abertura de Seminário sobre drogas e segurança pública

O evento, que segue até o fim da tarde, é promovido pela Superintendência de Ações Preventivas ao Uso de Entorpecentes da Secretaria Especial e Defesa Especial do Município, junto a Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional mato Grosso do Sul (OAB/MS), Comissão de Ensino Jurídico e Escola Superior da Advocacia (ESA/MS).

“Nós temos visto a dificuldade que é o combate ao uso das drogas, e ao mesmo tempo respeitar as nossas leis. Não se pode combater o crime cometendo outro crime. Por isso, estamos ansiosos por essa luz no fim do túnel. Porque as instituições têm um papel muito grande com a sociedade. Hoje, o uso de drogas é uma questão de saúde pública. Não é fácil tratar os viciados em drogas porque é um círculo vicioso”, salientou Mansour que ainda citou que a OAB está sempre de portas abertas para “para discutir novas ações ou sugestões para uma sociedade melhor”.

De acordo com o Secretário Valério Azambuja da Secretaria Especial de Segurança e Defesa Social, o município de Campo Grande tem trabalhado no enfrentamento ao uso/consumo e vendas de drogas. “Mato Grosso do Sul é rota de exportação/importações de drogas. Então, não cabe só ao Poder Público, Federal e Estadual, mas também aos municípios se estruturarem, trabalharem, assim como a Guarda Civil Municipal, de acordo com a Lei 13.022, uma vez que a toda a estrutura não consegue acompanhar o crime organizado”. Segundo ele, municípios estruturados ajudaram na ordem e na segurança pública, conforme inserido no Artigo 144 da Constituição Federal.

O Policial Rodoviário Federal e Coordenador do Seminário, Gabriel Lugo, começou a Palestra “Ações preventivas para gestores da Segurança Pública” com apresentação de dados de apreensão de drogas em Mato Grosso do Sul. “Percebemos que nos últimos anos, o tráfico de drogas aumentou e muito, como mostra a curva de ascensão dos gráficos da Sejusp (Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública)”. Por isso, a importância do evento, que segue até o fim da tarde, com objetivo de aproximar os órgãos atuantes e fornecer subsídios aos servidores da segurança pública para um melhor exercício de suas profissões.

Os hinos nacional e de Campo Grande foram executados pela Banda de Música da Guarda Municipal de Campo Grande (BM/GMCG).

Também participaram da mesa de abertura o Conselheiro da OAB/MS e Presidente da Comissão de Ensino Jurídico, Heitor Miranda Guimarães; a Presidente da Comissão de Segurança Pública da OAB/MS e Procuradora do Estado, Cláudia Paniago; o Tenente-coronel, Comandante do Policiamento Metropolitano, Renato Tolentini Alves; o Delegado do Delegacia Especializada de Repressão ao Narcotráfico (DENAR), João Paulo Sartori; e o Vereador Odilon de Oliveira.

Jornal Midiamax