Cotidiano

Prefeito diz que sindicato ‘barulhento’ entrava negociação de carga horária

Faltaria 'pouco' para aprovar Referência 14

Joaquim Padilha Publicado em 10/08/2017, às 13h15

None

Faltaria ‘pouco’ para aprovar Referência 14

O prefeito Marquinhos Trad (PSD) comentou nesta quinta-feira (10), durante uma agenda pública, que “falta pouco” para aprovar o benefício da chamada referência 14, que reduzirá a jornada de trabalho de servidores do município com nível superior.

O prefeito disse que há entraves ainda para aprovar a legislação por conta do Sisem (Sindicato dos Servidores Municipais), que rejeitou a proposta da referência 14 na última semana, e chamou a categoria de “muito barulhenta”.

“É uma categoria cujo sindicato é muito barulhento”, disse. “Eles soltam foguetes. E eu tenho aprendido a mexer com pessoas. E esse presidente lá [Marcos Tabosa], ele é, sabe, muito complicado” declarou o prefeito.Prefeito diz que sindicato 'barulhento' entrava negociação de carga horária

A proposta da referência 14 irá reduzir para 30h semanais a carga horária de servidores do município com nível superior de ensino. Segundo Marquinhos, todas as 33 categorias de servidores da Capital serão beneficiados pela medida.

O Sisem rejeita a proposta alegando que a proposta incorporria apenas uma parte do abono de R$ 752,54 no vencimento da categoria. O sindicato tambél afirma que a medida beneficiaria apenas 227 dos 886 servidores que mereceriam o benefício.  

Jornal Midiamax