Cotidiano

Peritos do MPT fazem levantamento das condições de trabalho em unidade do Marfrig

Vazamento de amônia levou 21 funcionários do local para o hospital

Ana Paula Chuva Publicado em 09/02/2017, às 18h50

None
marfrig_1.jpg

Vazamento de amônia levou 21 funcionários do local para o hospital

O MPT (Ministério Público do Trabalho), enviou uma equipe de peritos nesta quinta-feira (9), para o frigorífico Marfrig, após o vazamento de amônia na tarde desta quarta-feira (8), na unidade de Bataguassu, cidade a 335 quilômetros da Capital.

Segundo informações da assessoria de imprensa do MPT, eles farão um levantamento inicial sobre as condições do local e somente após o resultado dessa perícia serão tomadas decisões a respeito da empresa.

Sindicato

O STIAPA (Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Alimentação e Panificação de Bataguassu), informou à equipe do Jornal Midiamax, que esteve no local na hora do incidente e e agora aguarda a abertura da CAT (Comunicação de Acidente de Trabalho) pela empresa Marfrig, que deve ser feita ainda nesta quinta.

Vazamento

O rompimento em uma tubulação de gás na unidade do Marfrig em Bataguassu, no inicio da tarde desta quarta-feira, ocasionou em um vazamento de amônia e 21 funcionários precisaram ser encaminhados para o Pronto Socorro Municipal. O Corpo de Bombeiros foi acionado, mas os trabalhadores foram socorridos pelas ambulâncias da própria empresa.

Após serem atendidas, as pessoas foram liberadas, de acordo com informações do hospital, nenhuma estava em estado grave.

Em 2012 o frigorífico foi multado em R$ 5 milhões pelo MPT, por dano moral e coletivo, após um vazamento de gás sulfídrico no curtume da unidade, que ocasionou a morte de 4 funcionários. E recebeu mais R$ 1 milhão de multa da PMA (Polícia Militar Ambiental), por danos ambientais, ocasionados pelo incidente. 

No ano de 2016, um vazamento de amônia também aconteceu em uma das salas de resfriamento do local. Apenas uma funcionária precisou de atendimento, após passar mal. 

Marfrig

A empresa informou por meio de nota, que todas as medidas de segurança foram tomadas no momento do incidente e que no final da tarde o vazamento já tinha sido sanado. 

Jornal Midiamax