Pai se revolta por ser barrado com brinquedo de criança no Belmar

 Ele foi abordado por um guarda municipal
| 18/04/2017
- 04:28
Pai se revolta por ser barrado com brinquedo de criança no Belmar

 Ele foi abordado por um guarda municipal

O radialista Júnior Ferreira, de 36 anos, entrou em contato com a reportagem e disse que irá procurar a ouvidoria da Prefeitura após o filho, de 3 anos, não poder ter passeado na Praça Esportiva Belmar Fidalgo com um caminhão de brinquedo movido a pedal, na noite deste segunda-feira (17), em Campo Grande.

De acordo com Júnior, ao entrar na praça, ele foi abordado por um guarda municipal e funcionários do local. "Eu peguntei, se eu tivesse com ele em um carrinho bebê? Eles me disseram que assim poderia pois eu estaria guiando. Mas eu estou cuidando dele, não tem porque se preocupar", disse.

"Pago meus impostos, tenho direito de usar a praça. Não tinha necessidade nenhuma de fazer isso, me  senti constrangido, não estamos aqui para vandalizar nada", disse. "Não tem risco nenhum, disse a mãe", a agente de atendimento Pâmela Ussuna, de 27 anos.

"Já vim aqui outras vezes e ele estava com uma motoquinha. Agora com o carrinho aconteceu isso. Regras que querem criar, não existe", argumenta. 

Nas entradas do parque existem placas informando a proibição de skate, patins e bicicleta. O Guarda Civil Municipal Evandro, explicou que a proibição é pelo fato do brinquedo ter pedal e ser análogo a uma bicicleta.  E, além disso, o brinquedo é conduzido pela criança e não pelo pai.

A administração do local informou que carrinhos de bebês são permitidos, já que quem conduzem são os pais. Também foi informado que as normas são para a segurança tanto das crianças quanto dos adultos, principalmente por causa da pista do parque que é utilizada exclusivamente para corrida e caminhada.

Veja também

Número de pessoas aptas para adotar é mais que o dobro de crianças disponíveis para adoção, mas perfil 'ideal' ainda é barreira

Últimas notícias