Cotidiano

Operação volta a tapar ‘buraco fantasma’, e moradores denunciam excesso

Município gasta em média 2,4 milhões com operação 

Midiamax Publicado em 23/06/2017, às 15h58

None

Município gasta em média 2,4 milhões com operação 

Enquanto centenas de ruas da Capital enfrentam problemas com o grande número de buracos, têm endereços da cidade recebendo a excesso de cuidados até quando não há problemas. Isso porque de acordo com moradores do Jardim Autonomista, empreiteiras contratadas pela prefeitura abriram buraco em um trecho considerado “intacto”. 

Na manhã desta sexta-feira (23), a operação tapa-buraco chegou a rua Praia de Maranduba, e demarcou consideráveis trechos para manutenção, ocorre, no entanto, que neste local não haviam buracos, o que despertou desconfiança da vizinhança. A situação remete ao flagra de janeiro de 2015, quando funcionários da Selco Engenharia foram filmados cobrindo com lama asfáltica uma área em bom estado.

Rudi Fiorese, secretário municipal de infraestrutura, analisou as imagens e disse acreditar que a ação foi preventiva para evitar o surgimento de buraco onde ainda só existe fissuras. Segundo ele, o local será inspecionado. 

Custo milionário 

As empresas recebem pelo metro quadrado, que custa em torno de R$ 60. Por dia, a estimativa da Sisep é de que sejam cobertos 2 mil buracos, podendo chegar a média mensal de R$ 2,4 milhões. 

Jornal Midiamax