Obra de condomínio ‘fantasma’ pode ser retomada após 4 anos

Residencial custou R$ 13 milhões está abandonado
| 19/04/2017
- 19:51
Obra de condomínio ‘fantasma’ pode ser retomada após 4 anos

Residencial custou R$ 13 milhões está abandonado

Após 4 anos em estado de abandono, o residencial ‘fantasma’ Rui Pimentel no Jardim Marajoara em Campo Grande, com 260 casas praticamente prontas, mas sem nenhum morador, deve ter suas obras retomadas. Publicação do Diário Oficial de Mato Grosso do Sul desta quarta-feira, 19, anunciou a abertura de licitação para contratar empresa para asfaltar o local. 

Campo Grande tem 42 mil famílias à espera de uma casa popular, somado a escassez de novos investimentos no setor, mas adverso a situação, o residencial que já consumiu R$ 13,8 milhões está desde 2013 sem avanços. Com o abandono, o Rui Pimentel se tornou um convite para vândalos e usuários de drogas e o cenário revela o desperdício de verba pública. 

O mato tomou conta do empreendimento, e boa parte dos imóveis estão danificados; a maioria com vidraças quebradas. Os imóveis têm entre 38,38 m² (padrão) e 40,12 m² (adaptados), e possuem dois quartos, um banheiro, sala, cozinha e área de serviço.

Recentemente, a prefeitura da Capital informou que faltam 6% para a obra ser concluída, e explicou que a demora seria culpa da empreiteira responsável que enfrentou problemas de documentação com a Caixa Econômica e, por isso, parou a obra. Apesar da explicação, não há data prevista para que pessoas inscritas na (Agência Municipal de Habitação) poderão morar naqueles imóveis. O prazo de entrega do residencial era de três anos.

Veja também

Diversas outras apostas conseguiram faturar prêmios menores

Últimas notícias