Cotidiano

Motoristas são autuados por irregularidades em tacógrafos e falta de descanso

Operação foi realizada na BR-163

Tatiana Marin Publicado em 05/06/2017, às 19h44

None

Operação foi realizada na BR-163

Entre os 119 motoristas de ônibus e caminhões que foram abordados durante operação realizada na BR-163, 53 (44,5%) deles foram autuados, sendo a grande maioria por irregularidades no disco de diagrama (cronotacógrafo). A ação foi uma realização conjunta do MPT (Ministério Público do Trabalho) e da PRF (Polícia Rodoviária Federal), entre 29 de maio e 1º de junho.

O intuito da operação foi fiscalizar a jornada de trabalho e o tempo de descanso dos condutores de ônibus e de caminhões que circularam na BR-163, na saída para São Paulo e nas proximidades do município de Jaraguari, que fica a 47 quilômetros de Campo Grande.

Entre as irregularidades encontradas nos cronotacógrafos, foi verificado a inoperância, defeito no registro, ausência de disco, disco vencido, sem aferição, entre outras inconsistências relacionadas ao instrumento.

Motoristas são autuados por irregularidades em tacógrafos e falta de descanso

A legislação determina, ainda, que o motorista de veículos de carga faça um intervalo de 30 minutos durante 5 horas e 30 minutos de condução. Já para o condutor de veículos de passageiros, as regras são mais protetivas: descanso de 30 minutos a cada 4 horas de permanência ao volante. O desrespeito à norma resulta em infração média, aplicação de multa e retenção do veículo para cumprimento do tempo de descanso.

Durante a operação, as equipes procuraram por medicações e substâncias ilícitas utilizadas para inibir o sono e realizaram também testes do etilômetro nos condutores. Um dos motoristas foi autuado por dirigir sob efeito de álcool, sendo infração gravíssima, gerando multa e suspensão do direito de dirigir por 12 meses, recolhimento da CNH e retenção do veículo.

Jornal Midiamax