Cotidiano

Marquinhos admite rever tabela da Cosip, mas só após trocar lâmpadas por LED

Midiamax revelou que clientes menores 'bancam' maior parte da fortuna

Midiamax Publicado em 30/06/2017, às 14h59

None

Midiamax revelou que clientes menores ‘bancam’ maior parte da fortuna

O Prefeito de Campo Grande, Marquinhos Trad (PSD), afirmou nesta sexta-feira (30) que irá rever os critérios de cobrança da Cosip (Contribuição para o Custeio da Iluminação Pública dos Municípios), que é bancada pelos consumidores que menos usam energia elétrica, após denúncia feita pelo Jornal Midiamax. Contudo, antes de desfazer a distorção, ele anunciou que irá trocar as lâmpadas de mercúrio por Led em toda a cidade. 

A reportagem mostrou que das 23 faixas de contribuintes que pagam conta de energia em Campo Grande, a que mais destina dinheiro a iluminação pública são aqueles que consomem até 150 kW, ou seja, aquelas composta pelos que menos usam energia elétrica – e que consequentemente fazem parte das classes sociais mais baixas. A conta paga por eles chega a R$ R$ 950,4 mil mensais, de um montante de R$ 7 milhões.

Para inverter a injustiça, o prefeito declarou que depois de trocar todas as lâmpadas de mercúrio por luminárias de Led, irá enviar um projeto à Câmara Municipal para rever as cobranças. “Essa distorção e essa injustiça vai acabar dentro de nossa cidade”, prometeu. 

Segundo Marquinhos, a cobrança desproporcional obedece a legislação vigente, fruto da lei da Cosip criada em 2003 pelo então prefeito André Puccinelli (PMDB). “É uma lei que foi feita pelo executivo, aprovada pela Câmara e que está em vigência até dias atuais”, explicou. “A Prefeitura de Campo Grande apenas cumpre leis”, e concluiu.

Cidade no escuro 

Outro ponto polêmico são as ruas e avenidas que se transforam em escuridão por falta de lâmpadas que funcionem, mas ainda assim os moradores são cobrados pela iluminação pública. Em relação aos problemas com a manutenção, Marquinhos garantiu que o dinheiro arrecada pela Cosip será destinado para promover melhorias. 

“A Cosip serve para manter e custear a iluminação pública, e se ele se ela não está servindo essa é outra discussão”. “Na nossa gestão, pode ter certeza absoluta que tudo aquilo que foi arrecadado da Cosip vamos transformar a nossa cidade”, completou. 

Jornal Midiamax