Cotidiano

Mãe pede ajuda para tratar menino de quatro anos com problema nos pés

Tratamento é necessário para que criança possa andar

Midiamax Publicado em 23/06/2017, às 16h11

None

Tratamento é necessário para que criança possa andar

Sem condições financeiras, Simone Rocha Martins, de 39 anos, criou uma ‘vaquinha social na internet’ e busca condições para promover um bingo beneficente. O objetivo é arrecadar dinheiro para custear um tratamento caro, porém, necessário para que o filho de quatro anos, que nasceu com pé torto congênito, possa fazer uma cirurgia de correção. O problema impede que o menino de andar.

De acordo com Simone, o procedimento cirúrgico de correção é disponibilizado pelo SUS (Sistema Único de Saúde), no entanto, não pode ser feito antes do tratamento que é realizado apenas na rede particular e pode custar, considerando todos os gastos, a R$ 22 mil. 

Simone, que é mãe de outras duas crianças de 1 ano e 13 anos, afirma que a família não tem condições de conseguir o dinheiro necessário para custear o tratamento que pode chegar a quatro anos, entre sessões de engessamento, uso de bota ortopédica – específica para a correção do problema -, fisioterapia, consultas com especialistas.Mãe pede ajuda para tratar menino de quatro anos com problema nos pés

“Não temos dinheiro e quanto mais o tempo passa, mais a situação dele piora proque o pezinho vai atrofiando”, explica.  

Além da necessidade da cirurgia, Simone explica que a deformidade no pé impede o filho de exercer atividades comuns da idade. 

“Ele gosta  muito de brincar, é ativo não para e às vezes sente que o probleminha no pe atrapalha. Esses dias mesmo disse para o pai que não queria a porcaria do pé. Sei que está sentindo vergonha. ele começou a sentir o precocneito dos coleguinhas. Fico triste e preocupada com a situação dele”, declara.

Até o início da tarde desta sexta-feira (23) foram arrecadados apenas R$ 80,00 no site Vakinho Social. A família também fará um bingo beneficente. O evento será no dia 5 de agosto. 

Interessados em ajudar podem contribuir com doações por meio do site Vakinha Solidária. Para outras formas de contribuição é necessário entrar em contato com a família por meio do telefone: (67) 99643-9000. 

Jornal Midiamax