Cotidiano

Indústria de celulose inaugura terminal intermodal e gera 235 postos de trabalho

Perspectiva do governo é atrair mais empresas 

Evelin Cáceres Publicado em 01/12/2017, às 13h45

None

Perspectiva do governo é atrair mais empresas 

Líder mundial na produção de celulose, a Fibria inaugura nesta sexta-feira (1º) o terminal intermodal que levará a sua produção do armazém em Aparecida do Taboado, distante 457 quilômetros de Campo Grande, até o porto de Santos (SP) e, de lá, para a Ásia, Europa e Estados Unidos.

O investimento do terminal é de R$ 60 milhões, com geração de 235 postos de trabalho diretos e indiretos, de um total de R$ 7,3 bilhões da segunda linha de produção da empresa. Secretário de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Econômico, Jaime Verruck acompanha a entrega e diz que o governo espera que o investimento atraia empresas a Mato Grosso do Sul.

“A costa leste do Estado tem posição estratégica e continua a ser o foco do governo para atrair este tipo de investimento. Ainda há muito a ser investido em infraestrutura nessa região e a ideia da gestão é fazer isso para propiciar investidores”.

O armazém no local tem capacidade para estocar 1,95 milhão de toneladas de celulose por ano. A capacidade do armazém é de 16.788 toneladas, que conseguirá ser escoada em um dia e meio com as 21 locomotivas, colocadas no dia 23 de agosto deste ano na cidade.Indústria de celulose inaugura terminal intermodal e gera 235 postos de trabalho

De acordo com o presidente da indústria Marcelo Castelli, o investimento ‘fortalece e beneficia o corredor logístico de Mato Grosso do Sul, fundamental para o crescimento das empresas que atuam na região”.

Diretor de logística e suprimento, Wellington Giacomim afirmou que o terminal reforça o diferencial da empresa em logística integrada. “O sistema vai da floresta ao porto, garantindo a competitividade e a presença no mercado mundial”. 

Jornal Midiamax