Cotidiano

Funcionários da Santa Casa paralisam as atividades na quinta-feira por tempo indeterminado

Atraso salarial motiva a greve dos trabalhadores

Midiamax Publicado em 10/05/2017, às 19h25

None
santa_casa_2016_-_cleber_gellio_midiamax_3_0.jpg

Atraso salarial motiva a greve dos trabalhadores

Cerca de 2 mil e 350 funcionários da Santa Casa, maior hospital de Mato Grosso do Sul, paralisam as atividades na quinta-feira (11) a partir das 6h. Enfermeiros e funcionários do administrativo aderiram à paralisação por unanimidade após atraso no salário deste mês.

As assembleias decidiram a greve nesta tarde (10), e afirmam que nem a Prefeitura nem a Santa Casa emitiram resposta forma mediante a ameaça de paralisarem. Os serviços funcionam em regime de emergência na quinta, com 30% do efetivo.

“Não tivemos nenhuma resposta, nem da Santas Casa, nem da Prefeitura, a paralisação é total a partir das 6h”, explicou Lázaro Santana, presidente do Siems (Sindicato dos Trabalhadores na Área de Enfermagem de Mato Grosso do Sul). A Santa Casa emprega 1400 enfermeiros.

“ Há conversa informal de que amanhã sai o pagamento, se sair suspendemos, mas enquanto não estiver na conta do trabalhador não vamos retornar aos nossos postos”, comentou o presidente do Sintesaúde (Sindicato Intermunicipal dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Serviços de Saúde) Osmar Gucci.

Entenda

O impasse entre a Prefeitura e o hospital ocorre por um atraso na assinatura do novo contrato, que não gerou acordo entre as partes. O convênio, hoje, funciona por meio de um aditivo, que venceu em março.

A Prefeitura nega que o repasse esteja em atraso. Por meio da assessoria de imprensa, a administração afirmou, na terça-feira (10), que “o município recebe os recursos do Ministério da Saúde entre os dias 10 e 15 de cada mês, e até o momento não foi feito”. “Portanto, assim que esse recurso for encaminhado, o pagamento será feito à instituição, assim como acordado”, declarou.

O aditivo de 3 meses reivindicado pela administração venceu no dia 31 de março, segundo a assessoria de imprensa da Santa casa. Segundo a direção da Santa Casa, o hospital recebe em média R$ 23 milhões, deste valor R$ 20,2 milhões são de repasses feitos pelo Ministério da Saúde, governo do Estado e Prefeitura. O restante é adquirido por meio de convênios e atendimentos particulares

Jornal Midiamax