Cotidiano

Escolas da rede pública da Capital vão oferecer monitoria para alunos

Monitorias podem ser oferecidas em sala de aula ou em tarefas

Joaquim Padilha Publicado em 28/09/2017, às 13h44

None

Monitorias podem ser oferecidas em sala de aula ou em tarefas

A Prefeitura de Campo Grande sancionou nesta quinta-feira (28) um projeto de lei que autoriza as escolas municipais da rede pública da Capital a oferecerem monitoria em horários fora de aula, para estimular os estudos entre os alunos.

Durante as monitorias, ou “monitoramento extraclasse”, como o projeto chama, os alunos aprenderão a como estudar, organizar tarefas, se preparar para testes e fazer pesquisas, segundo o texto.

Autor do projeto, o vereador João Rocha (PSDB) acredita que o estudo monitorado pode ajudar os alunos a aprenderem conteúdos por si mesmos. “De maneira especial, essa técnica põe em evidência o modo como o aluno aprende. Ela incentiva a atividade intelectual do aluno”, justificou no texto da lei.Escolas da rede pública da Capital vão oferecer monitoria para alunos

Rocha também justificou a proposição das monitorias por acreditar que o baixo rendimento escolar está relacionado com o fato dos alunos passarem pouco tempo na escola, “principalmente nas escolas de turno único”.

Ainda de acordo com a proposta do vereador, os estudos dirigidos poderiam ser realizados tanto em sala de aula quanto por meio de tarefas para casa. A proposta entra em vigor nesta quinta-feira, junto com sua publicação.

Jornal Midiamax