Cotidiano

Defensores de intervenção militar fazem manifesto na Capital neste sábado

Em frente ao MPF

Diego Alves Publicado em 08/04/2017, às 00h30

None
792739a3-8238-4cb8-8912-3af9a27e290c.jpg

Em frente ao MPF

Pessoas favoráveis a uma intervenção militar no País farão um manifesto em frente ao MPF (Ministério Público Federal) na Avenida Afonso Pena em Campo Grande a partir das 8 horas deste sábado (07). 

Os grupos envolvidos no ato, como SOS Forças Armadas e Intervencionistas MS fazem questão de deixar claro que não se trata de uma intervenção ditatorial e sim uma forma de usar as Forças Armadas para uma grande "auditoria" dentro da atual conjuntura política.

Autointitulados como apartidários, favoráveis a uma nova  constituição e repatriação do dinheiro da corrupção, os integrantes dos grupos ressaltam que o maior problema no Brasil são os políticos. 

"Não existe um governo, existe uma quadrilha, todos os poderes estão corrompidos a intervenção militar é a única forma para que o Brasil seja passado a limpo. Eles (políticos) não vão querer  votar leis para não ser mais beneficiados", diz o autônomo Ramão da Silva, 44.

Jornal Midiamax