Cotidiano

CONFIRA: operação recolhe produtos em 5 mercados da Capital

Amostras de 12 produtos vão para análise

Midiamax Publicado em 22/03/2017, às 20h53

None
2.jpg

Amostras de 12 produtos vão para análise

Produtos dos frigoríficos alvos da Operação "Carne Fraca" foram recolhidos nesta quarta-feira (21) em cinco grandes supermercados de Campo Grande, como parte de fiscalização determinada pelo Mapa (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento), depois que o escândalo veio à tona. Foram recolhidas amostras de 12 produtos de origem animal, que vão de carne congelada até mel.

Os auditores fiscais e agentes do Mapa visitaram, hoje, lojas dos supermercados Comper, Atacadão, Assaí, Wallmart e Carrefour. Nesses locais, recolheram amostras de linguiça, salsicha, presunto, apresuntado, mortadela, hambúrguer, bacon, carne congelada de frango e peru, frango inteiro congelado, queijo muçarela e mel. Os produtos são de 19 das 21 empresas suspeitas de adulterar produtos.  

Agora, as amostras vão para “rigorosas análises físico-químicas e microbiológicas”, segundo informou a Superintendência Federal da Agricultra em Mato Grosso do Sul. Como em Mato Grosso do Sul não há laboratório que faça esse tipo de pesquisa, o trabalho será feito nos laboratórios do Mapa no Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo, Pará, Minas Gerais, Goiás e Pernambuco.

Segundo a auditora fiscal agropecuária Lydia Athas, nesta quinta-feira será feita a análise do material para o envio aos laboratórios. De acordo com ela, o trabalho nos mercados hoje foi feito por uma equipe de 7 pessoas. De acordo com ela, não há prazo para divulgação dos resultados.

Reflexo

A operação atende à decisão da 14ª Vara Federal de Curitiba, que concentra as decisões da operação"Carne Fraca", que provocou impacto imediato no mercado, ao colocar em xeque a qualidade da carne produzida no País. Um dos envolvidos é a JBS, empresa que domina o mercado no Estado, com 22 unidades em nove cidades, e mais de 12 mil empregados.

Mas não há, até o momento, segundo a Superintendência do Mapa, nenhum frigorífico ou estabelecimento do Estado sob investigação.

Além da fiscalização do Mapa, na última terça-feira (21), a Prefeitura de Campo Grande também começou a inspecionar açougues dos principais supermercados da Capital com o objetivo de verificar as condições dos produtos comercializados. O resultado ainda não foi divulgado.

(Foto: Assessoria de imprensa)

Jornal Midiamax