Comércio da 14 de Julho fecha as portas durante protesto contra governo

Comércio deve operar normalmente após a manifestação 
| 28/04/2017
- 17:21
Comércio da 14 de Julho fecha as portas durante protesto contra governo

Comércio deve operar normalmente após a manifestação 

 As lojas e restaurantes próximos da Rua 14 de Julho no Centro de Campo Grande fecharam as portas na manhã desta sexta-feira, durante o protesto de servidores, aposentados e sindicalistas, para evitar a entrada de manifestantes.  Desde às 8 horas da manhã milhares de pessoas estão reunidas na área central em protesto contra as reformas trabalhistas e da previdência

As lojas abriram ás 8 horas, mas quando a manifestação avançou pela 14, os comerciantes foram fechando as portas e funcionários ficaram ao lado de fora, na calçada, assistindo o movimento. Alguns comércios mantiveram apenas uma pequena entrada para clientes, e prometem reabrir após a passagem do ato. Ainda não há estimativa de quantas pessoas participam da

Um vendedor que preferiu não ser identificado, era um dos que assistia a greve geral dos trabalhadores, e explicou que a medida foi tomada para “evitar problemas com a segurança da loja”, e não para que os funcionários pudessem acompanhar o protesto. “O meu patrão não adere, e se eu não quiser trabalhar para participar sou demitido, mas continuo apoiando”, disse.

 

Veja também

Campo Grande ficou em 2⁰ lugar no ranking das 27 capitais brasileiras que desenvolveram o...

Últimas notícias