Cotidiano

Cinco unidades de saúde têm plantão neste domingo para vacinar contra gripe

Campanha continua até o próximo dia 26

Midiamax Publicado em 07/05/2017, às 10h17

None
Foto: Henrique Kawaminami/Midiamax

Campanha continua até o próximo dia 26

Cinco unidades de saúde da Capital ficaram abertas neste sábado (06) e continuam neste domingo (07) de plantão para vacinação contra a gripe. A vacina está disponível das 07h30 às 11h e das 13h às 17h nos Centros Regionais de Saúde Nova Bahia, Tiradentes, Aero Rancho, Coophavilla e na Unidade Básica de Saúde (UBS) Coronel Antonino.

A partir da próxima segunda-feira (08) a Secretaria Municipal de Saúde (SESAU) vai disponibilizar um trailer na praça Ary Coelho – Centro de Campo Grande – para imunizar as pessoas que por ventura estiveram circulando por aquela região.

A coordenadora de Vigilância Epidemiológica da SESAU, Mariah Barros, reforça que a vacinação no trailer vai acontecer somente em horário comercial (07h às 11h e das 13h às 17h) e só serão vacinadas as pessoas que integram os grupos de risco mediante a apresentação da documentação.

A campanha contra a Gripe teve início no dia 18 de abril e segue até o dia 26 de maio. Até o último dia 03, mais de 40 mil pessoas já haviam sido imunizadas. A estimativa é de que cerca de 197 mil pessoas sejam vacinadas em Campo Grande. A meta da SESAU é atingir 90% deste público.

No próximo dia 13 será realizado o ‘Dia D’, onde todos os grupos poderão ser vacinados. Desde o último dia 24, as 65 unidades básicas de saúde da Capital começaram as gestantes, puérperas (mulheres com até 45 dias pós-parto), menores de 5 anos e ainda será possível os profissionais de saúde e crianças de 6 meses a dois anos de idade tomarem a dose. Já os idosos e as demais pessoas do grupo de risco, a campanha foi liberada no dia 2 de maio.

Documentação

Para receber a dose, todos devem apresentar o Cartão Nacional de Saúde (CNS) e/ou número prontuário da rede de saúde de Campo Grande (Hygia), documento pessoal de identificação e a caderneta de vacinação (caso tenha).

Além dos documentos exigidos para todos, os profissionais de saúde devem apresentar a carteira do conselho ou holerite; as gestantes e puérperas: cartão da gestante, laudo médico ou exames com identificação; e os indígenas: cadastro na SESAI.

Já os professores devem apresentar um holerite e os documentos obrigatórios para todos do grupo de risco. Os portadores de doenças crônicas precisam apresentar e deixar nas unidades de vacinação, cópia do laudo indicando a doença ou uma receita, ambos com carimbo e assinatura do médico.

Confira o calendário com datas e grupos específicos

A partir do dia 18 de abril – Profissionais de Saúde e crianças de 6 meses a 2 anos

A partir do dia 24 de abril – crianças de 6 meses a 5 anos, gestantes e puérperas (mulheres com até 45 dias pós-parto)

A partir do dia 2 de maio – profissionais de saúde, crianças de 6 meses a 5 anos, gestantes, puérperas, povos indígenas a partir de 6 meses, idoso acima de 60 anos, população e funcionários prisionais, professores e portadores de doenças crônicas não transmissíveis.

Foto: Henrique Kawaminami/Midiamax

Jornal Midiamax