Cotidiano

Após alunos denunciarem sobrecarga, UFMS diz que tem plano com ‘gestão de pessoas’

Relato de alunos foram publicados na internet

Wendy Tonhati Publicado em 05/07/2017, às 15h59

None

Relato de alunos foram publicados na internet

Depois de os alunos do curso de Arquitetura e Urbanismo publicarem em um site oito depoimentos relatando problemas psicológicos como depressão, perseguição e retaliações de professores, a UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) informou que foi realizada reunião para identificar os problemas apontados e “estruturar um plano de ação em três esferas: acadêmica, assistência estudantil e gestão de pessoas”.

Questionada nesta quarta-feira (5) sobre mais informações sobre os encaminhamentos, não houve detalhamento de como as medidas serão tomadas, apenas que a reunião ocorreu em caráter institucional e interno. A UFMS possui cerca de 20 mil pessoas em seus públicos internos.

Após alunos denunciarem sobrecarga, UFMS diz que tem plano com 'gestão de pessoas'

Coletivoa4

Uma vez tive uma crise depressiva, passei por um surto grave. Pensei em suicídio, pra deixar tudo isso ‘pra’ trás. Hoje faço tratamento psiquiátrico com acompanhamento psicológico.

E não sou o único da sala a passar por isso. Muito menos do curso. Já encarei uma faca por horas, aos prantos, pensando em desistir da minha vida, já que desistir do curso é um pensamento constante até demais. Muitos de nós já desistiram”, diz um dos depoimentos.

De acordo com a OMS (Organização Mundial da Saúde), somente a depressão, afeta 322 milhões de pessoas no mundo, sendo 5,8% da população brasileira. No pior dos casos, a depressão pode levar ao suicídio, segunda principal causa de morte entre jovens de 15 a 29 anos. 

Jornal Midiamax