Cotidiano

Android pode ser responsável por erro de horários em celulares de MS

Sistema operacional já apresentou falhas

Midiamax Publicado em 07/07/2017, às 14h14

None

Sistema operacional já apresentou falhas

Sistema operacional Android pode ser o responsável pelo erro de sincronização de celulares. Em Campo Grande, vários usuários garantiram que os horários foram alterados em até uma hora. 

Nesta sexta-feira (7), clientes das operadoras Claro e Tim relataram o problema à equipe de reportagem do Jornal Midiamax. As assessorias de comunicações das telefonias se limitaram a dizer que não encontraram erro em seus sistemas, mas não informaram o que pode ter provocado a diferença na sincronização.

Internautas usaram as redes sociais para comentar o assunto. Conforme os relatos, o problema começou na quinta-feira (6) e também foi observado durante a madrugada de hoje.

“O meu mudou ontem por voltas das 19 horas, adiantou 25 minutos”, disse um internauta. “O meu adiantou 30 e poucos minutos ontem à noite e ainda vou acertar direito a hora daqui a pouco quando eu vou sair e ver a hora correta com alguém! Eu acertei mais ou menos porque já era tarde da noite! Estou sem entender até agora”, comentou outro usuário.Android pode ser responsável por erro de horários em celulares de MS

Aé o momento não há explicação para a mudança automática no relógios dos celulares, porém, relatos mostram que a maioria ocorreu na plataforma Android. 

Em 2009, o sistema operacional – dirigido pela Google – registrou  a mesma situação. Artigo em um site de tecnologia diz que 3,35% dos relógios apresentavam os erros. 

O problema foi atribuído à falhas de sincronização entre os sinais de GPS (relógios atômicos regulados precisamente), a central UTC (Tempo Universal Coordenado) e, por óbvio, os dispositivos receptores (aparelhos Android) e, consequentemente, com dispositivos receptores (aparelhos Android).

A equipe de reportagem do Jornal Midiamax entrou em contato com a assessoria de imprensa da Google, detentora do sistema Android,  no entanto, até o fechamento deste texto não obteve resposta. 

Jornal Midiamax